neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   


sou casada e sou viciada em dar o cú


sou casada e sou viciada em dar o cú




victooria publicou o seguinte:

alguem pra me esquenta e esquenta a mh bct??...


Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 216041 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Mulheres: incesto com o pai
tenho pensando muito sobre o tema por motivos pessoais. Tenho lido muito também, mas não consigo che...

Publicado em 29 April 2016 | 11:14 am
Confissão: Sexo
Eu confesso que eu estou muito a fim de bater uma...

Publicado em 29 April 2016 | 11:14 am


E agora... O conto de gildeci :

eu sou uma mulher casada devidamente comportada, sou executiva, tenho 29 anos, morena clara,165mt,65 kg, chamada gostosa, porem sempre fui muito comportada, casei direitinho com 0 1 namorado .
ninguem imagina como sou uma puta na cama e sou viciada em dar um cuzinho, vou descrever para voces a primeira vez que eu dei o meu rabinho e foi delicioso, foi assim fui para uma fazenda de uma tia do mu esposo nas ferias da faculdade juntamos as ferias e conseguirmos ir junto, logo no 1 dia senti que iria ser 15 dias diferentes em minha vida estavamos casados a 6 anos e estava dificil o relacionamente estavamos precisando de uma renovada sabe, a noite não tinha energia então tomavamos benho nunha cachoeira ali perto no 2 dia de banhos eu o ataquei e chupei o pau dele até fazer ele gozar e então pensei poderia surgie de min esse pedido, e disse a ele amanhã é sou vez de me surpreender, eu ja estava querendo dar e ele tambem queria mais ele tinha medo da minha reação, por ser 1 namorado garota de familia essas coisas, e os dias ian passando e ficava naquele desejo sempre, quando fomos para o próximo banho a noite na cacheira ele falou, quero algo que nunca me deu, e eu disse o que: "na verdade eu queria que ele pedisse ere um fetiche meu" ele falou as palavras deliciosas " quero comer todo o seu cuzinho hoje"
EU IMEDIATAMENTE FIQUEI DE QUATRO E ELE MIN LAMBEO POR CERCA DE MEIA HORA E ME MASTURBOU E LOGO DEPOIS DEU DUAS CUSPIDAS NO MEU RABINHO E METEO COM FORÇA, NUNCA SENTI UMA DOR TÃO GOSTOSA ANTES,
e depoes desse dia todos os dias que retavam de ferias eu dei o cuzinho tinha dias que ere duas, tres vezes seguidas e dai fiquei viciada em dar o cu, se eu não fizer eu não fico satisfeita sou uma puta sedenta por dar o cu sempre!!!!!!!!!!!!!!!



#3429 Comentários - 23-10-2010 - 12:20 AM por gildeci - Fetiches - Confirmo, É EXCITANTE (183) - Nota negativa! (62)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.
Sou casada e dou o meu cu sem a menor dó ou medo de ser feliz. Meu marido é um corninho manso e eu mando em casa . Se ele descobrir as minhas tretas com outros homens, eu grito com ele e mando ele lavar as louças na pia da cozinha e tenho certeza que ele vai quietinho com a cabeça baixa e o rabinho entre as pernas. Ele sai bem sedo todo dia para trabalhar e só volta a noite meio cheio de pinga na cabeça.Durante o horário de trabalho ele é bem correto e trabalha direito,mas depois do trabalho e final de semana vira um puta cachacero. Temos um filho que está com dezoito anos e já está trabalhando, graças a deus.Não sei como o corno do meu marido conseguiu me engravidar com aquele pintinho mucho dele. Fico em casa o dia todo coçando a xoxota e com vontade de levar rola na bunda. Adoro dar o cu e pequei gosto nisso desde nova. Ultimamente tenho levado em casa um macho maravilhoso mestre de obra que está fazendo uma reforma na minha rua. Eu passava em frente a casa onde ele faz a obra e oferecia a ele café e umas bolachas. Papo vem pago vai acabei contando pra ele que tenho um marido muito froxo e corno. O cara viro um bicho pra cima de mim e ta me fodendo direto agora. Ele me dá no cu em cima da minha cama mesmo. Tem um tarugo de um pau grossão e duro que me deixa toda aberta no cu,do jeito que eu gosto. Me lava o cu com tanta porra que parece uma mijada. Adoro ficar com porra dentro do cu. Tenho mais gosto de sentir um macho me cavalgando nas costas e bombando com força no meu cu do que levar na buceta. Meu marido é muito bomzinho comigo e até demais. Gosto de homem forte e dominador.Não sei porque casei com esse traste. Acho que além de corno frouxo ele seja meio viadinho também. Nunca fiquei sabendo ou vi que ele tenha dado o cu para outro homem,mas comigo ele vira um viadinho. Eu entro com ele debaixo do chuveiro e masturbo ele enfiando alguma coisa no cu dele senão o pauzinho dele não fica duro. Eu costumo usar uma cenoura para enfiar no rabo dele enquanto fico batendo punheta até ele gozar e soltar uns pingos de porra.Descobri que ele gosta que eu enfie coisas no cu dele quando uma vez enfiei o meu dedo nele e vi que ele gostou. Depois passei a enfiar coisas do tipo tubo de desodorante, cenoura, pepino,e outras coisas. O pau dele só sobe desse jeito. Por isso fico bem tranquilinha com os meus machos me fodendo dentro de casa mesmo. Se o corno me pegar no pulo, enfio alguma coisa no cu dele e mando lavar a louça. Não demora muito tempo e a vizinhança começa a bater boca dizendo que eu sou vagabunda e meu marido um corno manso. De tempos em tempos a gente muda de casa e vai pra outro bairro e começa vida nova. Gosto de homem macho de verdade,daqueles que tem chero de macho. Esse mestre de obras que ta me comendo agora é assim. A hora que eu abaixo a calça dele pra por o pau e o saco pra fora eu sinto um chero forte de suor e um chero forte de saco. Esses cara que tira todos os pelos,passa creme na cara pra mim é um bando de bicha enrrustida. Quando ele ta com a obra meia atrasada e não pode ficar comigo em casa, eu vou lá levar um bolinho com café e mamo o pau dele até tirar todo o leite dele e engolir tudo. Engulo a goza dele lambendo os beiços. Gosto mais de beber leite de homem do que leite de vaca. Antes de ter esse caso com o mestre de obras eu mamava o pau de um negão borracheiro que fica na esquina da rua.Como ele não podia deixar a borracharia sem ninguem, ele só podia me foder em casa de vez em quando depois de fechar a porta da oficina dele. Por isso eu ia lá só pra mamar a pica dele e tomar a goza dele.Me contaram que ele foi morto em uma briga de bar no mês passado. Fiquei super triste com isso. A mulherada que tiver lendo isso aqui vai concordar comigo. A porra mais gostosa é a que parece um iogurte,grosso e parecendo uma mantega.A gente engole fácil e não enrrosca na boca. Aquela que é bem liguida já costuma ter um gosto mais forte e até um chero forte também. Um chero forte de peixe e um gosto meio amargo que amarra na boca. Quando eu vo tomar um desse tipo, eu ponho o pau do cara bem no fundo da boca e vou engolindo os jatos de porra que vão saindo e não sinto o gosto. O borracheiro apesar de ser desse tipo eu gostava de mamar o pau dele. Ele tinha muita porra no saco. Eu tomava a goza dele umas duas ou três vezes por dia. Era só eu passar na frente da oficina dele e dar um sorriso e um oi,se ele tivesse sentado numa poltrona esperando cliente, ele vinha me puxava pro fundo onde tinha uma banheira e já colocava o pau fora do macacão azul todo sujo .Eu mamava o pauzão preto dele até tirar toda a porra fora. Uma vez eu levei o macacão encardido dele pra casa pra lavar. Voltei com ele limpinho e cheiroso. Ele abriu um sorrisão com a boca cheia de dentes brancos pra mim. Esse dia eu falei que queria pau no cu. Ele foi comigo até em casa e me deu com a rolona preta dele até eu quase me cagar toda. Pra mulherada que não sabe como é dar o cu não faz falta mas quando a gente pega gosto pela coisa aí o cu pede e a gente não consegue ficar muito tempo sem levar umas pirocadas na bunda de novo. O meu já ta assim a muito tempo. Já levei pau de todo tipo e tamanho mas o que mais eu gosto são os grossos e bem duros.Nem precisa ser tão grande mas a grossura faz diferença. Gosto de sentir o cu abrir bastante e ficar com a sensação de ter o cu bastante preenchido por dentro. Sentir um pau grosso entrar e sair com força do cu é uma delicia. Sempre dá uma vontade doida de cagar e acaba não saindo nada. Quando a foda é das boas, eu fico com o meu cu lembrando dela durante uns dois dias. Fica bem arregaçadinho bastante tempo e piscando lembrando das pirocadas com vontade de levar mais de novo. Esse mestre de obras que ta me fodendo atualmente tem um belo e grosso pau que me deixa com o cu bem satisfeito.Ele me fode no cu umas duas vezes na semana. A hora que ta começando a recuperar e fechar de novo, lá vem piroca nele denovo e arregaça de volta. Meu marido só estranha muito as minhas constantes caganeiras. Vivo indo no banheiro e cago mole e aguado.Deve ser das esporradas que levo nele. Eu sempre deixo o esperma dentro e procuro não soltar na privada em seguida. Acho que isso faz o meu intestino ficar solto.Me dá muito tesão ficar com a porra dentro e gosto de ficar lembrando que estou com o meu cu cheio de esperma do meu macho na frente do meu marido e ele não saber de nada,acho.... As vezes ele ta fazendo barba no banheiro, eu entro e sento na privada para cagar, e solto uns peidos altos e com cheiro fedido. Deve ser da porra que fermenta lá dentro e depois chera forte. Ele até pergunta se eu estou podre. Estou escrevendo isso aqui no meu quarto enquanto o corno ta desmaiado na cama feito um pudim de cana. Veio falando mole do bar, caiu na cama e não levantou mais. #1 - 28-04-2016 - 06:17 AM por A Vagabunda e o Corno Manso - reportar abuso
Tambem adoro me masturbar,só não tenho coragem de sair na rua com alguma coisa dentro da minha buceta.Moro de medo de acontecer alguma emergencia e ir para um hospital por exemplo com algo enfiado dentro da buceta. Estou no momento sozinha e muito concentrada no meu trabalho e na faculdade. Estudo Letras e se tudo correr bem, me formo daqui a um ano e meio. Larguei um namoro de 3 anos no ano passado por motivo de traição e não estou a fim de ter namorado antes de concluir o meu curso e me situar profissionalmente. Moro sozinha em um apto e tenho bastante liberdade para me masturbar e gosto de usar as bolas de madeira que tenho nas beiradas da minha cama. Assim que chego no meu apto vinda do meu trabalho e com a buceta cheia de tesão de ter algo dentro dela, tiro a minha calçinha, amarro uma toalha de rosto na base desta bola de madeira do canto da minha cama para absorver os liquidos que escorrem da minha xoxota, passo um pouco de um hidratante e começo a forçar a entrada da bolota de madeira dentro da minha buceta. Nas primeiras metidas até dói um pouco , por essa pelota de madeira ser meia grandinha. Deixo a bola dentro e depois fico com a parte maior da bolota na entrada da minha buceta para ela abrir e ficar dilatada. Neste ponto já estou totalmente encharcada e com ela toda molinha e bem larga. Depois é só ficar ponto e tirando ela de dentro bem rápido ,subindo e descendo para sentir um tesão crescente a ponto de gozar e soltar um monte de jatos de gozo. Pra ver o estrago que fica , deito na cama com as pernas abertas na frente do espelho do meu guarda-roupas e fico olhando os grandes lábios bem vermelhos e inchados e um buraco vermelho no meio. Dá uma arregaçada legal mas fica um tesão gostoso sentir ela ficar meia doloridinha e arrombada assim. Volto para a pelota de madeira do pau da minha cama de novo e faço mais um pouco. Fico subindo e descendo em cima, pondo e tirando a bola de madeira de dentro da minha buceta bem rápido até gozar.Faz uns barulhos do ar saindo e da minha lubrificação bastante farta,tipo choc... choc... Depois tomo um bom e relachante banho e coloco a mangueirinha do chuveiro dentro até o fundo da vagina para lavar com água morninha e deixar ela recuperando das socadas da bola de madeira. Enfim, após jantar algo, vou deitar a assistir TV e curtir a sensação de ficar com a xoxota meia larguinha e com uma dorzinha gostosa. Até no dia seguinte no escritório no meu trabalho a hora que eu sento na cadeira ainda dá uma dorzinha nela.Passo o dia todinho com a racha doloridinha e com a sensação de estar meia larguinha e com ela dilatada. Só depois de uns dois dias ele volta a fechar e voltar ao normal de novo. Procuro não fazer isso todos os dias. Faço umas duas ou três vezes na semana e ás vezes no final de semana também. Do jeito que estou ficando acostumada e viciada com isso, acho que se eu for arrumar um outro namorado, vai ter que ser um com um pau bem grandinho,principalmente bem grosso e que meta bastante e bem rápido. O meu gozo vem e bem forte quando eu judio da minha buceta. Eu tenho que sentir ela ser fodida com força e fazer doer. Obs: cuidado meninas, eu disse acima que fico pulando em cima da bolota de madeira do canto da minha cama, porém não até o fundo batendo no útero. Assim que a bola entra eu já paro e não deixo ela atingir o fundo. Minha ginecologista me alertou que até o pau do homem ficar batendo no útero não é bom e pode machucar, imagina ficar socando uma pelota de madeira lá. #2 - 25-04-2016 - 03:18 AM por Anonima - reportar abuso
Moro em Santos em um pequeno apartamento a uma quadra da praia. Sou solteira e no momento estou só e não estou namorando, parei de namorar com um cara a uns 7 meses atrás.Com ele tinha uma vida sexual bastante ativa e até tomava anticoncepcional para não engravidar. Apesar de fazer um bom tempo que não sinto um pau dentro da minha boceta e levar uma gozada dentro dela, tenho bastante fogo e gosto de me masturbar. Tento aliviar o fogo da minha racha enfiando objetos e me masturbando, o que faço desde a minha adolescência. Tenho o hábito de colocar um frasco de shampoo dentro da minha boceta e sair no calçadão dar umas voltas. Visto uma calcinha reforçada e uma saia por cima e vou até o shopping e ao mercado. É uma delicia sentir o volume do tubo de shampoo dentro da vagina esfregando as paredes por dentro. Fico super molhada e chega a escorrer e molhar a minha calçinha. Esse tubo de shampoo que tem sido o meu favorito para colocar dentro e sair na rua é ótimo por ele ter um formato meio ovalado e não sair fácil. Fica só a ponta da tampinha para fora e se eu quiser tirar fora, preciso puxar a tampinha com os dedos e fazer força com os músculos para empurrar para fora. A parte mais volumosa dele é bem grandinha, tipo do tamanho de uma garrafinha de refrigerante de 600 ml. Não é qualquer uma que consegue colocar esse tubo dentro de primeira. Eu já tenho uma certa dilatação e consigo fazer entrar só com a minha lubrificação mesmo.A base do tubo é menor que a parte do meio e é só colocar na entrada da minha boceta e empurrar com força que entra todinha sem muita dificuldade. A hora que eu entro no shopping, eu vou ao banheiro e tiro fora um pouco para deixar ela relaxar um pouco e eu ver como ficou o buraco. Pego o meu celular e com a câmera fico olhando o buraco vermelho que fica. Quanto mais tempo eu demoro para tirar o tubo de dentro, mais tempo o buraco da minha boceta demora pra fechar depois.Mesmo eu fazendo força com os músculos para ela fecha, ela não atende e fica molinha e bem aberta.Também gosto de sentir o cheiro que fica no tubo de shampoo, um cheiro característico do interior da minha vagina que me dá tesão sentir. Depois eu coloco dentro de novo e vou dar mais uma caminhada pelo calçadão antes de ir embora dormir. Fazer isso me deixa mais relaxada e me acalma. O dia que eu não faço assim , fico meia nervosa e elétrica e com a boceta dando umas fisgadinhas de vontade de ser fodida. Não estou contando isto tudo dando a entender que não gosto de homens e isso me satisfaz totalmente. Como eu já disse acima, estou sozinha no momento e isso me deixa mais aliviada . De jeito nenhum eu acho a masturbação melhor do que ter um bom ,grande e potente cacete fodendo nela e enchendo a minha vagina de porra quentinha. Só que não vou sair por ai catando homem a laço pelo pescoço, não é mesmo.... Hoje em dia os homens que valem a pena estão escassos. Eu levo muita cantada de moleque que não quer nada com nada,só sexo rápido e fortuito. Gosto de sexo, porém tenho a expectativa de ter um relacionamento sério e com futuro com um homem que valha a pena. Enquanto não aparece algo que valha a pena, vou continuar satisfazendo a fome de levar rola da minha boceta desta forma. Se algum homem com boas intenções quiser manter contato,favor escrever aqui e deixar um e-mail para contato. Beijos.... #3 - 22-04-2016 - 08:37 AM por Cleide de Santos - reportar abuso
Já dei o meu cu durante 35 anos muito bom hoje tenho 43 anos e já não Fasso isso à 10 anos foi muito bom#4 - 21-04-2016 - 10:44 PM por Luís Antônio - reportar abuso
humque delicia de conto adoro arrombar um cuzinho fabiodobf1@gmail.com#5 - 21-04-2016 - 12:46 AM por phabio dantas - reportar abuso
Acabei de ler estes comentários da enfermeira e fiquei meia preocupada e também acho que vou tomar algumas providencias para me proteger mais. Meu chefe me come gozando dentro do meu cu sem usar camisinha e quando eu chupo o pau dele e ele goza dentro da minha boca eu engulo. Ele só veste a camisinha quando vai me foder na buceta, acho que ele só ta preocupado em não me engravidar, e ta pouco fodendo se eu pegar alguma doença. Meu namorado nunca goza na minha boca e sempre usa camisinha tanto me comendo no cu ou na buceta. Se eu pegar alguma doença vai ser do meu chefe, aquele safado pilantra. Ele vive me ameaçando mandar embora se eu não der pra ele. Como eu não posso ficar sem o emprego, eu ajudo em casa, eu deixo ele me fuder. Se eu pegar doença eu vou prosseessa esse filho da puta. Alquem sabe se é caro esse exame de esperma para saber se não passa doença?... #6 - 18-04-2016 - 12:03 AM por FIQUEI PREOCUPADA - reportar abuso
Sou enfermeira e trabalho em um Hospital Publico na baixada Santista. Meu marido trabalha com comercio de peixes e passa o dia prá lá e pra cá nos restaurantes e bares da cidade fazendo entregas. Achei os relatos neste site bem sinceros e picantes. Chegam a deixar a gente com uma coceirinha na racha de vontade de dar. Bem , como já disse sou enfermeira e trabalho em um hospital publico no período noturno e já faz um tempinho estou tendo um casinho com um segurança do hospital, o Carlão. Não é nada tão grave,quero dizer ,não estou traindo meu marido tão gravemente, a ponto de ter relações sexuais com o Carlão. Apenas,por ser uma apreciadora de sexo oral, eu mamo o pau do Carlão todas as noites e tiro dele todo o leite do saco dele e engulo tudo. Desde os meus 12 anos de idade pequei gosto por chupar pau e engolir o esperma. Ná época um primo meu vindo do interior para estudar ,morou em casa e por falta de mais espaço na casa, minha mãe o colocou no mesmo quarto que eu. Quando todos estavam dormindo, ele me colocava para chupar o pau dele e me ensinou que o liquido que saia dele era para eu engolir que ia me fazer bem,iria me fazer crescer e virar uma mulher bonita e com bastante saúde. Dentro da minha santa inocência, acreditava em tudo que ele me dizia,até por que ele era homem e mais velho que eu ,tinha 17 anos na época. Ele morou em casa com a gente durante uns quatro anos até ter um emprego e mudar para morar sozinho. Dos meus 12 aos 14 mamei nele quase todas as noites e tomei muito esperma dele a ponto de me acostumar e viciar naquilo. Dos meus 14 aos 16 anos ,o meu primo me iniciou no sexo anal e ora ele me dava pau no cu ou eu o mamava e tomava o leite dele. Apesar dele ter tentado bastante, nunca o deixei tirar a minha virgindade. Quando fiz 16 anos fiquei meia desamparada e meu primo mudou-se e fiquei um tempo na seca morrendo de vontade de chupar um pau e levar no meu cu. Comecei então a sair com colegas nas baladas de finais de semana e regularmente satisfazia a minha vontade de chupar cacete, tomar esperma e dar o cu. Hoje com o conhecimento que tenho sobre as questões de saúde, sei que me arrisquei bastante na questão de pegar doenças sexualmente transmissíveis. Com esse segurança,meu colega no hospital, tomei as devidas precauções e bem no inicio do meu contato com ele, com todo o jeitinho e explicando o porque, o convenci de me deixar mandar analisar o esperma dele antes de eu começar a chupar o pau dele e engolir o esperma. Colhi o esperma dele e levei no setor de análise de espermograma. Pedi a uma colega para fazer a análise e manter segredo sobre o fato. A análise de espermograma enfatiza a fertilidade masculina,ou seja, analisa a qualidade do esperma quanto a potencia do esperma no que se refere ao potencial de fertilização, ou seja, o quanto o esperma é bom e tem todas as característica para fecundar um óvulo(mobilidade,velocidade, calda com movimento,etc),porém pedi também uma análise conjunta para doenças sexualmente transmissíveis(Aids, HIV,Sifilis,etc). Com o resultado vindo negativo para tudo,fiquei super tranqüila para procurar o Carlão durante o meio da madrugada,quando o movimento no hospital fica bem tranqüilo, e mamar o pauzão grande e duro dele e tomar o monte de esperma que ele solta.O esperma dele não é só saudável bem como tem um sabor muito bom. O Carlão é um morenão baiano enorme. Eu o vejo no posto dele sempre com a cara fechada e super concentrado em tudo. Quando estamos juntos a sós ele se abre comigo e fica todo sorridente e carinhoso. No hospital tem um corredor na ala da enfermagem que leva a uma porta onde estão os banheiros,do lado esquerdo o masculino,do direito o feminino. Assim que eu tomo todas as providencias com os pacientes sob a minha supervisão, eu passo na frente do Carlão,próximo á entrada do hospital,dou um sinal que combinamos e vou em direção ao corredor dos banheiros aguardar ele chegar. Assim que ele entra no banheiro masculino e checa se esta tudo ok, ele me dá um sinal para entrar. Vamos sempre no banheiro masculino pois é o que tem menor movimento. Estando lá, entramos em um Box,fechamos a porta e já vou abrindo o cinto dele para puxar o pau e o sacão dele para fora. O Carlão tem um conjunto pau e saco que faz jus ao tamanho físico dele. Nunca descobri se existe alguma relação entre o tamanho das bolas do saco do homem com a quantidade de esperma que ele produz,porem acho que sim ,pois meu marido tem umas bolinhas pequenas e produz uma ejaculação pequena, o Carlão tem um par de bolas enormes e produz uma quantidade grande de esperma. O pau do Carlão é preto com a cabeça avermelhada. Assim que tiro pra fora da calça dele e ponho dentro da boca, já começo a sentir ele crescer e aumentar de tamanho. Rapidinho o pau dele fica enorme e bem duro com uma cabeçona vermelha. Eu salivo bastante enquanto estou chupando e costuma fazer uns barulhos enquanto estou mamando o pau dele. Quando ouvimos alguém entrar no banheiro ,eu fico paradinha e quieta esperando,fico só dando umas sugadas na cabeça do pau dele. Normalmente eu engulo as ejaculadas dele direto na boca,colocando a cabeça do pau dele quase no fundo e fechando a boca em volta e vou engolindo à medida que ele ejacula.Vou engolindo assim que vão saindo os jatos de esperma para não encher a boca e engolir tudo de uma vez só. A quantidade de esperma do Carlão me proporciona dar umas duas ou três engolidas até o pau dele parar de pulsar e ejacular. Depois só tomo a ultima gotinha que fica dentro do canal do pau dele e satisfeita e saciada de tomar uma dose vitaminada e fortificante de porra, dou um beijinho na cabeça do pau dele e ponho de volta dentro da calça dele. Às vezes acontece de termos que fazer as coisas mais rápidas e ao invés de tomar direto na boca, eu o masturbo e colho o esperma dele dentro de um copinho descartável e bebo em seguida. Tenho uma colega,enfermeira também, que sabe de tudo,ela é minha amiga confidente e eu conto tudo pra ela. Ás vezes a gente(eu e o Carlão) cruzamos com ela pelo corredor vindos dos banheiros e ela me dá um sorrisinho maroto, como quem diz, já tomou a sua dose de porra né safadinha. Tomando o cuidado que eu tomo, saber que o homem é saudável, não faz mal nenhum, alias para mim só faz muito bem. Me satisfaz a libido(me dá tesão) e pela quantidade de substancias nutrientes que compõem o esperma, já faz tempo que tenho uma pele maravilhosa, cabelos fortes e com brilho,um humor excelente, não sei o que é tristeza ou depressão. Além de nutrientes e vitaminas, o esperma do homem contém alguns tipos de hormônio dentre eles a progesterona o principal que produz no organismo feminino uma estabilização e regulação do ciclo menstrual,ou seja, reduz cólicas, enxaquecas e alterações de humor a chamada TPM. Além de tudo isso acima descrito, a minha consciência não fica pesada de estar traindo o meu marido como estaria se estivesse tendo relações sexuais fora de casa.Acho uma coisa bem menos grave e é claro que não vou contar a ele que chupo pau de um homem no meu trabalho e tomo a porra dele todos os dias,não é mesmo... Também chupo e engulo o do meu marido,mas parece que me dá menos tesão com ele. Acho que o fazer fora de casa com outro homem e escondido,uma coisa proibida, fica mais gostoso e dá um tesão gostoso. Aqueles ou aquelas mais puritanos ou falsos moralistas que lerem estas poucas linhas, irão torcer o nariz e fazer julgamentos,com certeza..., porém acho que cada um deve cuidar da própria vida e consciência e principalmente analisar se o que estiver fazendo não está diretamente ou indiretamente prejudicando alguém, no mais, a vida é muito curta e passa muito rápida para perdermos tempo com falsos moralismos. Felicidades e muita saúde para todos..... #7 - 17-04-2016 - 11:26 PM por Cidinha (da Hemodiálise) - reportar abuso
Me chamo Denise(nome fictício muito parecido com o real).Sou uma mulher jovem, loira, bem mignon,pequenininha muito parecida com a Eliana do SBT com os cabelos tipo channel até o pescoço e lisos. Sou casada com um oriental e temos dois filhos(um casal) e estou grávida de dois para três meses agora. Acredito que seja do meu marido(deus queira que seja mesmo). Resolvi escrever estas poucas linhas pois achei um espaço interessante para a gente desabafar e contar umas intimidades que a gente segura com a gente e não pode contar para ninguém. Viemos morar em São Paulo- capital vindos de Maringá – Paraná à quatro anos atrás. Estudei secretariado lá e meu marido trabalha com TI(informática). Arrumei um emprego em uma gráfica para completar a nossa renda. Minha mãe me ajuda a cuidar dos meus dois filhos enquanto estou trabalhando. Sou secretaria executiva do dono desta Gráfica ,o Sr. Aziz,alias um homem muito atraente e safado. Desde o inicio ele se mostrou bastante galanteador e acabou por me conquistar e desde uns dois anos temos um caso amoroso e sexual. O Sr. Aziz é um Libanes muito do safado sem vergonha e vive me sarrando no escritório.No começo das abordagens dele eu era muito tímida e nem sabia como me comportar. Agora eu acostumei e até gosto do jeito safado dele e das coisas que ele faz comigo no escritório e em um Motel que ele me leva uma vez na semana. Ficamos no segundo andar de um sobrado grande e no andar de baixo ficam os outros funcionários da Gráfica(a parte funcional onde ficam as máquinas de impressão). Passo o dia na minha mesa, em uma ante-sala próxima à dele e quando ele não está atendendo algum cliente da empresa, ele me chama no interfone para ir até a sala dele. Já me acostumei com as sacanagens dele que vão desde umas passadas de mão nas minhas partes intimas como ele me levantar o vestido ou a minha saia, abaixar a minha calcinha, passar um gel lubrificante e introduzir um plug de borracha(que ele compra em sex-shop) no meu anus e me dedar na boceta(enquanto me chama de minha vagabunda gostosa,e dizendo: “volta pra sua mesa e não tira isso do seu cu pra ir amaciando que mais tarde vou socar porra dentro dele...” Eu abaixo a cabeça e respondo balançando a cabeça dizendo : “ta.... ta bom chefinho... a hora que você quizer me chama....” Quando ele diz isso eu sei que passadas algumas horas ele me chama de novo e me soca o pau na minha bunda até esporrar dentro e eu volto pra casa com o meu intestino cheio de porra. Eu descobri muita coisa a meu respeito que eu não sabia até conhecer o Sr. Aziz, que eu gosto de me sentir submissa e dominada e até certo ponto humilhada por um homem forte e dominador. Outra coisa é que sou meia mercenária e estou me vendendo feito uma puta para ele pois ele me dá uns bonus no meu salário que estou juntando para ajudar na compra da minha casa própria que ainda pagamos aluguel.Meu marido é bem suave e educado comigo.Não que eu não goste de ser tratada assim mas descobri que me dá um tesão diferente e forte quando o Sr. Aziz me trata como uma vagabunda barata e me humilha como ele faz. Foi com ele que conheci os prazeres do sexo anal o que meu marido nunca tentou comigo.Meu marido não me usa muito e temos relações bem espaçadas,tipo uma vez a cada mês ou até menos.Devo ser mesmo muito fértil pois engravidar como eu engravido tendo pouquíssimas relações que tenho com o meu marido e algo notável. Sexo é uma coisa que se a gente não pratica muito e deixa quieto, a gente nem sente falta , mas depois que a gente ativa a libido parece que a gente quer toda hora depois. Comigo está sendo assim, tenho relação pelo menos umas duas vezes na semana com o meu chefe,fora as sarradas que ele me dá várias vezes durante o dia ,todos os dias.São dedadas na minha boceta colocando os quatro dedos até quase a mão toda dele entrar na minha vagina, ele fica esfregando os dedos na parte interna da minha vagina,onde se diz que está localizado o ponto G e me faz ter uma sensação super gostosa que me leva a soltar esguichadas de liquido no chão do banheiro da sala dele, onde ele me leva para fazer essas coisas. Ele me faz gozar forte fazendo isso a ponto de me fazer ficar com as pernas moles.Enquanto faz movimentos fortes e rápidos com os quatro dedos(entrando e saindo) na minha boceta, fica dizendo próximo ao meu ouvido e fungando no meu pescoço: “ta gostoso?..... vagabunda.... putinha ... mulher que tem marido frouxo e viado tem que deixar um macho de verdade foder gostoso e dar prazer nesses buracos de foder...” A mão dele não entra toda dentro porque o dedão fica pra fora, o dia que ele encolher o dedão e colocar pra dentro a mão dele vai deslizar pra dentro do canal da minha vagina. Eu fico na minha,eu nem espero que ele faça isso e nem evito. Se ele resolver enfiar a mão toda e não me rasgar eu vou deixar para ver como é isso que eu até já vi na Internet filminho mostrando isso e tenho curiosidade para saber como é sentir a mão toda de um homem dentro da vagina.Como eu tenho bastante elasticidade e tive meus dois filhos(um menino e uma menina) por parto natural, acredito que a mão dele entraria com boa facilidade. Neste banheiro da sala dele procuramos não ter sexo com muita freqüência(para isso vamos uma vez na semana em um Motel). Às vezes o nosso tesão ta a mil e ele retira o plug do meu anus e enfia o pau dele e depois de dar umas bombadas rápidas e com força, solta todo o esperma dele dentro do meu anus.Como ele já percebeu que eu tenho prazer em ser dominada e me sentir submissa(acho que o Sr. Aziz tem bastante experiência com as mulheres e percebe rapidinho o estilo e gosto que mais dá prazer),quando ele não me chama para colocar esse plug eu sei que ele vai me dar aquelas metidas com força no meu cu para fazer doer. Ele me chama na sala dele uma vez apenas durante o dia todo mas eu sei que vai ser daquelas comidas do meu cu de ver estrelas.Ele me chama e me põe para chupar o pau dele e assim que ta bem duro e melado com a minha saliva, ele me vira de costas para ele, levanta o meu vestido(ou saia), abaixa minha calcinha ,me pede para abrir a bunda com as mãos e me apoiando sobre a pia , fico esperando ele socar o pau numa lascada só com toda força e bem rápido. Eu chego a dar uma esquichada pela boceta que eu ainda não sei se é gozo ou urina que eu solto.A minha sorte é que no andar de baixo fica um barulho meio alto das máguinas funcionando,mas eu sempre solto um gritinho de dor quando ele enterra o pau com força e rápido desse jeito. Dá uma dor que depois que para de arder vai ficando gostoso e dá um tesão enorme sentir o cu ir abrindo e acostumando com a grossura do pau dele. Agora eu to tão solta e sem vergonha que eu até me estranho das coisas que eu falo, tipo: “Ai.... que delicia.... isso chefinho tesudo... usa bem gostoso o cu da sua secretaria putinha...doi mas é gostoso...ai... que delicia esse pauzão duro dentro do meu cu... enche ele de porra quentinha...dá porra dentro... dá... “ Eu antes quando ele fazia assim eu sentia mais dor e demorava mais para o anus dilatar e acostumar,depois de um tempo o cu vai relachando e agora não leva algumas bombadas do pau dele entrando e saindo que o meu cu já fica molinho e o pau entra fácil rápido. Sempre dá uma dorzinha gostosa nas primeiras estocadas. Antes do Sr. Aziz me iniciar no sexo anal, ele foi me preparando aos poucos com o uso destes plugs(um pequeno cone de borracha com uma base). Ele usou três tamanhos,um pequeno,um médio e o maiorzinho progresivamente até eu me acostumar e o meu anus dilatar para ele começar a introduzir o penis dele que já digo que é meio grandinho,quase três vezes o tamanho ao do meu marido. È daqueles penis que toda mulher gosta, bem duro,cheio de veias,com uma cabeça bem proeminente e bem grossinho(tipo eu segurando com a minha mão, os dedos quase não fecham em volta dele). É daqueles tamanhos de penis que deixa qualquer mulher com a boceta toda arregaçada e toda aberta. A minha sorte é que tenho bastante elasticidade e a minha volta ao tamanho natural bem rápido. Só fica meia grandona quando ele ta bombando o pauzão dele dentro. Acho uma delicia quando estamos no Motel e o meu chefinho caralhudo me pega no colo(eu sou bem pequenininha perto dele,fico na altura do peito dele)e me segurando com as duas mãos na minha bunda, fica socando o pau na minha boceta e depois no meu cu alternando entre um e outro(cu,boceta,cu,boceta) deixando eles bem abertos e relachados e eu fico tentando adivinhar no meu pensamento em qual ele vai escolher esporrar dentro. Antes de ter esse caso amoroso com o Sr. Aziz eu nem me dava conta de sexo anal e nem me fazia falta,agora eu acho que não consigo mais viver sem esse tipo de prazer. É um tesão e prazer diferente do sexo vaginal,chega a ser mais forte e mais intenso e até certo ponto vicia e a gente fica querendo mais de novo depois de uns dois dias sem. Quando a gente sai juntos para ir a um Motel, a gente diz pra turma toda que ta indo visitar cliente e não retorna mais no dia , e pra ir me preparando e dilatando o meu anus para sexo anal , já saio com o plug(já uso direto o maior deles) introduzido .Chegando no Motel ele me coloca em um aparelho que eu fico sentada em uma cadeira, com os pés apoiados em uns canos de metal,com a bunda arrebitada para trás ,após ele tirar o plug de borracha do meu cu que já ta piscando de vontade de levar a rolona dura dele, ele então começa a socar o pauzão grosso dele até eu quase me cagar toda(na verdade é só uma sensação de vontade de fazer coco que sempre dá, eu faço uma higiene no meu intestino para garantir que não vai sair fezes , so que com o entra e sai do pau , é inevitável sentir essa vontade de defecar que dá).Até a quatro meses atrás era sempre sexo anal com ejaculação interna sem camisinha, vaginal sempre com uso de preservativo.Agora que minha menstruação está interrompida a quase três meses e eu já fiz aquele testezinho de farmácia apontando uma gravidez,ele ejacula dentro da minha vagina também e sem preservativo. Eu não escolho onde ele vai gozar, ele até me pergunta onde eu vou querer,mas eu deixo ele meter a vontade e gozar onde quizer(apesar de gostar mais de ficar com o esperma dele dentro do meu anus, também gosto de sentir a minha vagina toda melada de esperma). Eu evito tomar banho no Motel para ir para casa,para não molhar os cabelos e ficar com cheiro de sabonete de Motel. Chego em casa um pouco antes do meu marido chegar do trabalho dele e vou tomar um bom banho em casa mesmo. Meu marido é daqueles orientais meio cu de ferro,inteligente,bastante trabalhador e que acha que sexo é basicamente para a procriação. Ele me procura para sexo bem pouco e sempre com o objetivo de termos filhos.Acho que agora que estou na terceira gravidez, ele vá diminuir mais ainda o sexo. #8 - 15-04-2016 - 11:49 PM por Denise - reportar abuso
Li este relato da menina que leva no cu com o segurança no cursinho e não me contive de vontade de contar a minha façanha erótica também. Acho estas histórias neste site muito picantes e deve estar cheio de punheteiros que se acabem lendo estas coisas. Juro que a minha não é estorinha inventada não, é pura verdade. Moro no interior do estado de São Paulo e ao lado da minha casa tem um pequeno estacionamento. Fica na região central da cidade e tem apenas um morenão bonito que toma conta deste estacionamento. Eu não resisti aos encantos e beleza dele e comecei a ter amizade e toda tarde ia lá no escritório conversar com ele e levar um pedaço de bolo feito na hora para tomar com café. Não demorou muito e ele deu em cima de mim mesmo sabendo que sou casada.Meu marido sai bem cedo e só retorna no fim da tarde. Meu filho estuda em um colégio de Freiras e também sai com a perua bem cedo e retorna as 5 da tarde. Fico em casa sozinha caçando mosca e com a buceta coçando de vontade de levar rola. Acho que toda mulher casada sabe bem o que é ter um pauzinho meia bomba em casa. A gente não é de ferro e eu como não sou diferente comecei a dar para este gostosão do estacionamento. Não que eu tenha a vontade de trair o meu marido mas a carne é fraca e acabei caindo em tentação. Ele é um morenão cor de jambo, alto ,forte, com uma barba bem desenhada, corpo atlético e bem jovem. Tem um penis bem avantajado e super duro, um pouco apontando para cima fazendo uma curva. Toda tarde por volta das 2 horas eu vou até o estacionamento e chamo ele que me recebe com um sorrisão no rosto. Ficamos tomando café com bolo e conversando amenidades. Não demora muito e nossa libido fala mais alto e começamos a nos alisar. Ele coloca uma placa de Lotado na frente do estacionamento para não sermos interrompidos e ele fecha a porta do escritório e começamos uma sessão de sexo alucinado e selvagem. Acontece de tudo, eu faço oral nele , ele em mim, levo o pau dele na boceta e o que mais gosto e gozo forte é levando no cu.Meu marido nunca me fodeu no cu.Ele acha que eu sou virgem nele até hoje e vai continuar pensando coitado. O meu morenão gostoso deve ter bastante experiência com mulheres pois ele fode tão gostoso e quando ta me comendo no cu eu não sinto dor nenhuma e so fica gostoso. Não vou ao estacionamento todos os dias porque senão a visinhança fica de sorrisinho e falando coisas. Vou ao estacionamento umas duas ou três vezes na semana.Nos finais de semana ele fica fechado. Acho uma delicia ficar com o esperma dele dentro do meu anus quando ele goza me fodendo no cu.Vou pra casa e fico com uma dorzinha de barrinha que dá um tesão gostoso de sentir. Às vezes eu não consigo segurar e vou ao banheiro soltar tudo. Sai uns pelotes gosmentos de porra com um pouco de fezes mole. Ele até não me deixa com o cu tão aberto. Depois de um tempinho volta ao normal de novo. Acho que deve ser pelo pau dele ter uma grossura normal e apenas bem comprido. Quando ele me fode na buceta o pau dele nem entra todo e já bate no fundo. Depois de um tempinho a minha vagina estica e o pau dele entra todo dentro até o fundo.Mas antes de caber tudo levo bastante cabeçada do pau dele no fundo da vagina,o que alias eu adoro ,me dá uma sensação muito gostosa e vontade de gozar. O pau do meu marido é mais curto e não me dá essa sensação. O dia que eu vou lá e alguma vizinha me vê entrando, eu procuro ficar pouco tempo com ele e só faço um boquete e tomo o esperma dele que diga-se é uma delicia. Meio docinho e amarra gostoso na boca. Parece que comi maça verde. Raramente eu tenho problema para engolir ,mas para garantir não ficar no meio do caminho e ter que sair correndo curpir,eu deixo um copinho com água próximo no canto da mesa. Qualquer coisa eu empurro tomando água. Meu marido quase nunca me chupa a buceta. Ele me chupa a ponto de me deixar vesga de tanto tesão. Eu fico sonsinha e molinha de tão gostoso que é ele enfiar a língua lá dentro e mordiscar o meu grelo e lamber. A hora que ele vai me dar com o pau na buceta ou no meu cu eu estou totalmente entregue a ele. Ele metendo na minha buceta eu peço para ele tirar fora antes de gozar e me posiciona para receber o esperma dele na boca para engolir. Levando no cu eu sempre gosto de levar a esporrada dele dentro bem no fundo. Procuramos não fazer barulho porque cidade pequena é assim mesmo, alguém dá um espiro e a cidade toda fica sabendo. Eu confesso que o que eu mais gosto é sexo anal com ele. Eu não conhecia isso até começar a ter esta caso. Antes de me casar eu tive apenas um namorado e nunca tivemos relações de nenhum tipo. Acabei me casando virgem e nunca fiz anal com o meu marido. Quando esse meu ficante do estacionamento vai me foder no cu ele é bem cuidadoso e me prepara antes de começar a meter o pau dentro. Ele guarda um potinho com uma pasta branca que é cheirosa e escorrega que nem óleo. Ele passa essa pasta no pau dele e no meu cu e só então começa a colocar com cuidado e bem devagar. Depois que eu acostumei e o meu cu relaxou ele começa a meter mais rápido. A hora que ele ta metendo , pondo e tirando, bem rápido, me dá um comichão e uns arrepios que sobem pela coluna que eu não me aquento e gozo soltando uns esguichos de gozo pela buceta. Ele me dá uns tapas na bunda e me chama de vagabunda. O pior é que eu gosto disso e concordo com ele dizendo> “isso.... fode gostoso o cu da sua vagabunda casada... fode... meu marido corno não me come gostoso assim.... esporra gostoso dentro dele que eu gosto... me dá todo o leite do seu pau dentro do meu cu.... dá logo.... quero ficar com ele todo cheio de porra quentinha...” Quase sempre eu fico com o esperma dele dentro do meu intestino até a noite antes de tomar banho. Só quando me dá dor de barriga e eu preciso soltar tudo logo,senão eu fico com o meu cu cheio de porra do meu morenão na frente do meu marido corninho frouxo. Eu não acho que o problema seja meu não. Eu acho que a mulher nasceu com a libido para dar gostoso e satisfazer a sua vontade plenamente. Se o marido não consegue e não dá conta de suprir tudo, vai ter quem complete o serviço. Esses dias ele inventou um treco novo, uma tal de capa peniana, um troço de borracha cheia de bolinhas e um buraco no meio para ele enfiar o pau dentro e vestir. Até agora ele me comeu na buceta com esse treco. Até achei gostoso. Fica bem grande parecendo um pau super grosso. A minha buceta ficou enorme de aberta dele usar esse alargador de borracha. Nas primeiras metidas , o pau entra super apertado e nem dá pra ele mover muito rápido, e depois o canal da vagina vai dilatando e ficando mais larga. Depois de algumas socadas vai ficando um buraco enorme e bem aberto. To morrendo de medo de ficar constantemente com a buceta larga e meu marido descobrir alguma coisa. No cu ele nem toma conhecimento, mas na buceta que ele fode de vez em quando, ele pode estranhar a abertura diferente. Sem chance se ele querer usar essa capa de borracha pra me foder no cu. Não to afim de ter que usar fralda para segurar merda depois. Já ele metendo o pau normal eu fico uns dois dias com o cu sentido e meio frouxo. Eu fico lembrando dele o tempo todo e leva um bom tempo pra ele voltar a fechar e esquecer que levou rola. Uma dicazinha para as meninas que pretendem fazer sexo anal com os namorados ou maridos. Aprendi isso com o meu morenão do estacionamento. É so ir em uma farmácia e comprar um kit para higiene intima. É um tubo de borracha, uma bola de borracha que encaixa nesse tubo e um produto para misturar com água. É so colocar o produto com água na bola de borracha encaixar o tubo de plástico e enfiar no anus a apertar a bola . E claro defecar no vaso sanitário. Repetir isso até a água sair branquinha sem nenhuma fezes, depois é só alegria. O cara vai meter gostoso no seu fiofó e não vai sair sujeirinha nenhuma. Beijos..... #9 - 14-04-2016 - 12:32 AM por Nelinha - reportar abuso
Podem achar que eu sou uma putinha meia vagabunda,mas acho que sou mesmo. Tenho namorado e apesar de novinha ainda, tenho 17 anos, faço com ele tudo que tenho direito . Ele me come no cu e na buceta também(usando camisinha). Meus pais acham que eu ainda sou virgem. Estou fazendo cursinho pré-vestibular e lá tem um cara que faz segurança pelos corredores e eu estou dando o meu cu pra ele. O cara é daqueles fortões morenão e tem um pau super grosso. Eu dou um jeito de matar umas aulas e me encontro com ele no banheiro do curso e levo bastante pirocada dele no meu cu. Saio do banheiro até meia tonta e com as pernas abertas de tanta bombada de piroca que ele me dá na bunda. Enquanto ele fica bombando aquele pauzão duro e grosso dele no meu cu a minha buceta até baba de tão gostoso que fica. A gente vai num banheiro mais escondido ,banheiro masculino, e assim que ele sai eu fico lá me recuperando e tentando cagar o esperma dele fora e esperando ele me dar um sinal para poder sair(ele passa em frente e dá três tussidas bem rápidas e eu sei que não tem ninguém por perto e posso sair).Depois que eu volto pra sala de aula eu me sento na cadeira e fico sentido o meu cu todo dolorido e fico piscando ele( tipo fechando e abrindo rápido). Acho uma delicia sentir ele assim todo molinho e arrombadinho .Dá pra perceber que dá uma afrouxada legal. Apesar de estragar um pouco, eu gosto mais de sentir um pau grosso nele.Meu namorado também me come no cu, só que ele tem um pau tamanho médio. Ele andou até me perguntando porque o meu cu ta ficando meio larguinho, e eu inventei que era por estar com muito tesão e porque eu estava relaxando os músculos para não doer. A buceta eu dou só pro meu namorado,ainda assim usando camisinha ( eu não tomo remédio para não engravidar e não posso arriscar,pretendo fazer veterinária e de jeito nenhum posso engravidar agora). Esse segurança,prefiro não dizer o nome, sempre goza dentro e uma vez arrisquei ficar com o esperma dele dentro do meu intestino e voltei pra aula. Só que depois de uma meia hora me deu um revertério no intestino e uma puta dor de barriga que tive que sair correndo para o banheiro soltar tudo. Ai eu passei a tentar cagar tudo fora assim que ele termina de gozar.Apesar que sai uns pelotes de porra mas sempre fica um pouco dentro dando uma dorzinha de barriga que não tem como ficar sem. Nas primeiras vezes ele usou camisinha e o pau entrava com aquele lubrificante que tem na ponta da camisinha. Agora ele não usa camisinha e eu me apoio com as mãos no vaso do banheiro e ele abra a minha bunda e dá uma cuspida forte no meu cu e em seguida coloca a cabeça do pau no olhinho do meu cu e empurra tudo numa forçada só. Eu dou um gemidinho e a buceta baba na hora e fica um fiozinho de baba pendurada nela. Depois que ele me dá umas bombadas, meu cu fica molinho e o pau entra e sai bem gostoso.A hora que ele vai esporrar ele me segura forte pela cintura e enfia o pau até o fundo e segura enquanto ejacula. Eu não sinto as ejaculadas dele mas dá pra sentir o pau dele pulsar e dar uns pulinhos dentro do meu cu. A gente procura não fazer quase nenhum barulho para não chamar a atenção, mas se agente ouve barulho de alguém por perto ou dentro do banheiro ,temos que ficar paradinhos e em silencio até o perigo passar. Eu dou o cu para o segurança na escola umas duas vezes na semana e pro meu namorado só nos finais de semana. Eu sei que tem muita gente lendo isso e me chamando de vagabunda ,putinha,etc.Mas se agente não aproveitar a vida e fazer as coisas quando jovem vai esperar ficar velha e sem saúde. Eu acho que a vida é muito curta para ser muito certinha e esperar o fim da vida para se fazer o que gosta. #10 - 13-04-2016 - 09:47 PM por Melissinha safada - reportar abuso

Coloque aqui o Seu Comentário sobre este conto:

Seu Nome:

Comentário:

Código anti-spam:      (reescreva o código à esquerda)