neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   


sou casada e sou viciada em dar o cú


sou casada e sou viciada em dar o cú




fabio02 publicou o seguinte:
em Negras
Alguma gostosa para da uma sentada gostosa ??...


Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 192779 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Gosto de cacete bem grande
Sou casado e com filhos mas faz algum tempo que tenho um tesao louco por cacete grandao. Nao tenho ...

Publicado em 13 February 2016 | 4:54 am
Confissão: Cheirando calcinha da comadre
Sou do PR e tenho uma comadre, madrinha do meu filho que é muito gostosa, bunda grande, barriguinha ...

Publicado em 13 February 2016 | 4:50 am


E agora... O conto de gildeci :

eu sou uma mulher casada devidamente comportada, sou executiva, tenho 29 anos, morena clara,165mt,65 kg, chamada gostosa, porem sempre fui muito comportada, casei direitinho com 0 1 namorado .
ninguem imagina como sou uma puta na cama e sou viciada em dar um cuzinho, vou descrever para voces a primeira vez que eu dei o meu rabinho e foi delicioso, foi assim fui para uma fazenda de uma tia do mu esposo nas ferias da faculdade juntamos as ferias e conseguirmos ir junto, logo no 1 dia senti que iria ser 15 dias diferentes em minha vida estavamos casados a 6 anos e estava dificil o relacionamente estavamos precisando de uma renovada sabe, a noite não tinha energia então tomavamos benho nunha cachoeira ali perto no 2 dia de banhos eu o ataquei e chupei o pau dele até fazer ele gozar e então pensei poderia surgie de min esse pedido, e disse a ele amanhã é sou vez de me surpreender, eu ja estava querendo dar e ele tambem queria mais ele tinha medo da minha reação, por ser 1 namorado garota de familia essas coisas, e os dias ian passando e ficava naquele desejo sempre, quando fomos para o próximo banho a noite na cacheira ele falou, quero algo que nunca me deu, e eu disse o que: "na verdade eu queria que ele pedisse ere um fetiche meu" ele falou as palavras deliciosas " quero comer todo o seu cuzinho hoje"
EU IMEDIATAMENTE FIQUEI DE QUATRO E ELE MIN LAMBEO POR CERCA DE MEIA HORA E ME MASTURBOU E LOGO DEPOIS DEU DUAS CUSPIDAS NO MEU RABINHO E METEO COM FORÇA, NUNCA SENTI UMA DOR TÃO GOSTOSA ANTES,
e depoes desse dia todos os dias que retavam de ferias eu dei o cuzinho tinha dias que ere duas, tres vezes seguidas e dai fiquei viciada em dar o cu, se eu não fizer eu não fico satisfeita sou uma puta sedenta por dar o cu sempre!!!!!!!!!!!!!!!



#3429 Comentários - 23-10-2010 - 12:20 AM por gildeci - Fetiches - Confirmo, É EXCITANTE (172) - Nota negativa! (56)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.
OLA,,desde muleque sempre fui tarado por foder um cuzinho,mas o tempo passou,tornei_me um adulto,casado e ja com algumas experiencias,mas nao resolvido no sexo anal,vejo casais debatendo,procurando homens de belos dotes gg,mas e as mulheres o que ela exatamente querem,os homens procuram paus maiores que os deles para completar sua vida sexual,ou melhor dar a suas esposas o que eles nao tem,,e foi baseado nisto que busquei um casal,eles casados a mais de vinte anos,mas com uma vida sexual quase zero,ela bem safada,adora oral,curte pau grosso,e adora uma atoladinha na bunda,algo que ele nao faz e isto fazia falta a esta mulher,ou melhor ao casal,,este casal,um belo casal de orientais,espoisa baixinha,timida mas muito safada,conheci atravez de um anuncio numa rede,site fechado,apos bom papo,expomos o que queriamos,as faltas,e fomos sim a uma vida mais real,eu casado com uma rabuda,que nao dava o cu para mim por ter pau grosso,e ela,nao tinha sexo por que seu marido era bem ,,,bem viado mesmo,,,mas nao e o caso,,nos conhcendo fomos a sua casa e la eles se revelaram,,ele me viu pelado,e demonstrou mais interesse que sua esposa,mas nao se espante,ele queria me ver arrombar sua esposa,,ela meio timida se aproxima,e começa a me abraçar e eu logo caio pra cima dela,apalpando sua bunda e seios,correndo os dedos pela sua xoxota que aquele momento ja parecia estar bem molhada,,nos apoiamos em um sofa,e deitei por cima dela,e com minha lingua pude abrir sua buceta,durinha e toda peludinha,lembrou me um virgem,pois mal colequei a lingua e ela deu uma contraida,eu lambia sua xota e esfregava o dedo no ritmo xota para o cu,com isso lubrificando o anl dela,,mas para mim ja nao dava mais,meu saco doia muito de tanto tesao,eu a apoiei de quantro,e a penetrei na sua xota,meu pau foi tomando espaço dentro dela,a ponto de ver ela bem mais descontraida,nao esqueci,,seu marido so olhava de longe,mas eu queria aquilo que tanto ansiava,foder o cu de uma japonesa,mas logo veio,e ela me recebeu muito bem,um pouco de trabalho,mas foi,foi um dia inesquecivel,passei o dia com aquele casal,pude chupa_la deliciosamente,comer sua xota e emraba_la deliciosamente,,isto foi algo que sempre gostei,e acredite,ela confidenciol,fui o primeiro a comer o cu dela,,a vida deste casal mudou bastante,,hoje sou exclusivo deste casal,,mas anda nao encontrei o que procuro,um casal com esposa de seios bem fartos,bunda gg,,para encontros fixos,pretendo ser o amante deste casal,quanto a mim.moreno,46 anos,1,60 altura,58 kg,desinibido,sem vicios,e com um dote de 22 cm e com excelente grossura,cabeça carnuda,,moaducaitu@hotmail.com moro em sorocaba sp,,e bom seria que algum contato seja desta regiao,,casais ate 55 anos esta e a minha contribuiçao,,#1 - 02-02-2016 - 12:52 PM por MARCONY BASAN - reportar abuso
________________LUZIA E O MEU CHEFE MUITO SAFADO__________________ .Trabalho em um escritório de contabilidade no centro da cidade(são Paulo-capital). Estou neste escritório a quase dois anos,para ser mais exata um ano e meio. Meu marido esta desempregado e temos uma vida bem modesta. Estou sustentando a nossa casa sozinha atualmente. Meu marido trabalhava em uma empresa mecânica que fornecia peças para uma montadora de automóveis em são bernando. Ele me disse que o bicho ta pegando nesse setor. O coitado ta muito deprimido e ate passou a fazer os serviços de casa(varrer,lavar roupas,cozinhar,etc) para passar o tempo e tentar esquecer da dura realidade e também claro ser útil na casa. Até o nosso relacionamento intimo esta afetado. Ele foi dispensado no meio do ano passado e de La para Ca , nossa vida intima(sexualmente falando) ficou bastante reduzida. Ele tem brochado bastante ,coitado, acho que ele ficou psicologicamente afetado. Quando a gente tenta fazer sexo, é um sufoco, eu tento estimular ele chupando o pau dele, massageando, falando coisas agradáveis para ele distrair,mas o negocio não vai. O pau dele fica muchinho e não sobe quase nunca. Estamos casados a três anos e estamos esperando as coisas melhorarem para pensar em filhos. Ainda pagamos aluguel. No meu trabalho, tenho um chefe do tipo bem machão,mandão e meio filho da puta. Só estou agüentando as pontas porque preciso muito do emprego e também porque o safado me prometeu promoção para ser gerente do escritório. Se isto realmente acontecer, o meu salário vai triplicar. Eu e o Marcos(meu marido) poderemos até fazer planos para um financiamento da nossa casa(ou apto). No escritório tenho uma colega que esta grávida(sexto mês). Acho que o meu chefe teve um caso com ela e agora não tem mais ,até porque eu sou a bola da vez agora(logo saberão porque). Tenho suspeita até que ela engravidou do safado.Acho que assim que ela tiver o parto e cumprir a licença maternidade, ele vai mandar ela embora.Acho isso porque eu ouvi ele falando no telefone bem baixinho mas deu para ouvir, não sei com quem o seguinte: “agora não tem o que fazer.... o marido vai criar... não posso me envolver... se ela me entregar ,eu nego tudo...” Esse meu chefe é um alemãozão todo nervozinho e agitado,e cavalo também.Fala o que vem na cabeça e não mede palavras. Muitas vezes ofende as pessoas e até já perdeu um monte de clientes por ser assim.Já presenciei ele falar cada uma para os clientes. A um ano e meio atrás quando fiz minha entrevista de emprego com ele, ele falou uma frase que na hora não captei muito bem a idéia , mas agora faz todo o sentido. Ele falou assim : “meu bem.... funcionaria minha tem que ser boa no trabalho,fazer tudo direitinho e também satisfazer todas as minhas vontades e pedidos... ta entendido... se fizer assim vai progredir rápido aqui,senão vai conhecer a porta de saída rapidinho.. entendeu?...” Eu com a voz até quase nem saindo,respondi... “sim senhor.... Sr. Fuller... vou fazer tudo o que o Sr. Mandar... preciso muito desta vaga...” Menos de um mês depois de admitida eu já estava entendendo tudo o que aquela frase na entrevista significava. Todos os dias saímos juntos do escritório para almoçar por volta das 13:30 mais ou menos. Só retornamos também juntos por volta das 15:30 ou 16:00 horas. O safado me leva num hotelzinho barato aqui perto, e me senta a pica.O cara é tão mão de vaca que escolhe um hotelzinho pulguento de R$ 15,00 por duas horas para me levar.Me dá ate nojo de encostar naquelas roupas de cama que Deus sabe quantas pessoas passaram ali antes de serem lavadas.Como são quartos de pegação, com certeza passam por ali muitos casais e nem da tempo deles trocarem as roupas de cama com muita freqüência. Assim que a gente entra no quarto, dá pra sentir um certo cheiro de urina ou porra ressecada(alem de um certo mofo também). Olhando para o chão de madeira escura, dá pra ver umas manchas que deve ser de esporradas que caem no chão. Eu mesma já me levantei e deixei cair uns pelotes de porra do Sr. Fuller no chão que escorreu da minha buceta depois dele gozar dentro. Eu costumo forrar o lençol da cama com um plástico grande por cima.Eu já reclamei pra ele mas o safado me responde que se eu quiser melhor ,que eu pague do meu bolso. Passa uma hora ou hora e meia me dando pirocadas na buceta e no cu também. O pior é que o safado tem um pau tamanho GG. Na buceta desde a primeira vez levei o pau dele com facilidade,já que a buceta é elástica e foi feita para isso mesmo, ta preparada pra qualquer tamanho de caralho. Já a historia com o cu é diferente. Levou algumas vezes para eu me acostumar e não doer tanto(acho que nas primeiras quatro ou cinco vezes foram as piores). Agora eu já agüento atrás bem mais fácil. Desde o começo das nossas saídas para estes quartos(hoteizinhos chechelentos) ele me ensinou a fazer limpeza anal(fomos a uma farmácia e ele comprou um kit para higiene intima, e algumas cápsulas de supositório de glicerina). Me deu algumas instruções de como usar e fazer a limpeza do canal anal. O pior foi ir para casa com aquelas coisas e esconder do meu marido. No começo, nas primeiras vezes que ele fez anal comigo, eu tive uma crise de choro e dizia que não queria atrás que doía muito. Olha a resposta do filho da puta: “mulher de verdade pra mim tem que gostar de fazer tudo....não pode ter não gosto não quero.... tem que deixar o homem bem satisfeito ...sua promoção no escritório já está bem próxima... depende de você deixar o seu chefe bem contente e satisfeito...heim...? ta me entendendo...?” Em seguida o Sr. Fuller fez um sinal de espera um pouco ai com a mão e sai do quarto e desceu para a rua.Voltou dali uns minutos com uma bisnaga que ele colocou no meu cu e no pau dele. Depois descobri que era uma pomada anestésica. Ele usou essa porra de pomada nas três primeiras vezes que ele me comeu no cu. Na quarta em diante, o pau dele começou a entrar mais fácil e não doía tanto mais(a conclusão é que o safado tirou as minhas pregas e o meu cu abriu e relaxou bastante já). Primeiro ele me fode na buceta ,deitando em cima de mim,no meio das minhas pernas bem abertas e fica pulando em cima socando a picona dura dele até eu gozar.Depois ele me vira de barriga para baixo, põe um travesseiro em baixo das minhas pernas para a minha bunda ficar mais alta, abre a minha bunda com as duas mãos, dá uma puta cuspida bem no olho do meu cu,encosta a cabeçona do pau dele na entrada , e empurra com tudo,de uma vez só. Nessa hora eu vejo umas bolas brancas na minha frente, o coração acelera e os olhos dá uma envesgada. Em seguida o filho da puta fica me cavalgando e fica pondo e tirando o pau do meu cu com toda a força e bem rápido. Nos primeiros minutos parece que o meu intestino vai virar do aveso e sair para fora junto com o pau dele. Depois que o meu cu ficou meio largo e o pau dele entra e sai bem fácil, ele fica girando o pau para os lados todo enfiado bem lá no fundo. Na hora que ele faz isso me dá uma vontade insuportável de fazer cocô que eu não me agüento e digo a ele: “assim não.... filho da puta... assim eu não agüento... me dá vontade de fazer cocô.... eu quero cagar.... termina logo.... alemão filho da puta...” Ele me pergunta: “quer que eu goze dentro do seu cu...amorzinho...quer levar para casa a porra do seu chefinho querido dentro do cu hoje .... coração....? quer...? diz logo...?” Como eu quero que ele termine logo com aquilo,digo: “vai... seu filho da puta.... goza logo ai mesmo... acaba logo que eu não to aquentando mais.... já ta ardendo... ta doendo... goza logo.... alemão filho da puta...” Em seguida ele enfia o caralhão dele até o fundo e fica dando urros enquanto ejacula enchendo o meu intestino de esperma morno. Depois a gente vai a uma lanchonete e almoça. Pelo menos o safado paga o meu almoço. Eu uso os tickets refeição para outras despesas(mercadinho,vendo,etc.) Quando a gente retorna depois do almoço para o escritório, a minha colega não me fala nada, mas tenho certeza que ela sabe muito bem de tudo o que rolou entre eu e o Sr. Fuller no horário de almoço. A minha desconfiança é baseada em fatos. Assim que eu fui admitida neste escritório, ela e o Sr. Fuller saiam juntos para almoçar e voltavam a tarde juntos também. Ela voltava com um ar de meia cansada e não parava de ir no banheiro de meia em meia hora. A cinco meses atrás, bem quando ela revelou estar grávida, eles pararam de sair juntos para o almoço e muito coincidentemente, o Sr. Fuller começou a me abordar para ter um caso com ele. É meio na mesma época, a minha colega engravidar, o meu marido perder o emprego e o Sr. Fuller me fazer de putinha dele.Outra coisa que comprova a minha suspeita é que sem querer um dia destes tive acesso ao hollerit da minha colega e descobri que ela ganha duas vezes e meia a mais que o meu salário, sendo que temos as mesmas funções(a única diferença é que ela tem 2 anos de casa e eu 1 ano e meio). O mesmo acontece comigo. Chego toda acabada, vou ao banheiro toda hora. Já pequei a minha colega dando uma risadinha depois que eu volto do banheiro e me sento e solto um “ai...” No mínimo, como ela conhece bem o Sr. Fuller e muito provavelmente viveu tudo o que eu estou passando, ela deve pensar assim: -“ coitada dessa ai... já deve estar com o cu todo lascado de tanto levar aquela trolhona do Sr. Fuller dentro. Deve estar com caganeira de soltar a esporrada pra fora que levou dentro do cu hoje. Comigo não vai acontecer de engravidar como com a minha colega,pois desde que o meu marido foi dispensado da empresa que ele trabalhava, combinamos que eu tomaria anticoncepcional até ele arrumar outro emprego e a nossa vida voltar ao normal de novo. Não podemos correr o risco de um filho agora. Não conseguiríamos arcar com mais despesas dos que as atuais. O meu chefe é tão filho da puta,frio e mesquinho que ele se recusa a usar camisinha terminantemente. Se a mulher engravidar, foda-se. Ele manda embora e não quer saber de nada. Ele já me confessou que prefere ter funcionarias casadas pois se acontecer alguma coisa(uma gravidez,muito provável o caso da minha colega,apesar de ser uma suposição minha,baseado naquele telefonema que eu citei acima), ele conta com o fato da mulher ,para não revelar a traição perante o marido, fazer o marido pensar que é o pai e assumar a paternidade. Atirem a primeira pedra quem não tiver algum pecado,mas preciso confessar aqui que até gosto e tenho prazer com o meu chefe me usando e me fazendo de uma puta para ele. Assim que a gente entra nos hoteizinhos baratos que ele me leva , me sinto uma vagabunda prestes a satisfazer os desejos de um macho. Sinto prazer em ser submissa e dominada por ele.Gosto de me submeter a um homem dominador e forte como o Sr. Fuller. Me sinto frágil e feminina com ele. O que ele me fala vira ordem e ele judia de mim com aquele pau grosso,duro e enorme dele entrando nos meus buracos. Me sinto bem mulher levando estocadas vigorosas dele na minha buceta até ele explodir um gozo farto de esperma quente no fundo da minha vagina. Já contei que o meu marido não tem conseguido me dar sexo na medida que eu preciso para ficar satisfeita. Eu não o culpo. Acho que ele esta sendo vitima de uma situação e se Deus quizer, sairemos desta situação logo... Quase a semana toda,digo quase todos os dias, o meu chefe me fode no cu e na buceta, me deixando saciada de levar uma farta esporrada quentinha dentro . Chego em casa no final do dia ,cansada e com a buceta e o cu meio doloridos de tanto levar pirocadas do meu chefe,mas feliz. Fico com pena e remorso ao ver o meu marido com uma carinha meio sem graça e me receber com um beijo depois de fazer trabalhos domésticos enquanto estive fora trabalhando para manter a nossa casa.Coitado ,se ele soubesse que chego em nossa casa com a minha vagina cheia de esperma de outro homem. Acho que devemos ver o lado bom e positivo de tudo na nossa vida. Por mais errado que seja o que estou fazendo,por mais filho da puta que o meu chefe seja me usando como ele esta fazendo, o lado bom é que tenho ficado sexualmente satisfeita e tenho mantido uma calma com o meu marido, que seu estivesse com secura de sexo por ele ter ficado brocha não me suprindo de sexo, talvez estivéssemos brigando e prestes a nos separar. Tomo um bom e relaxante banho, tiro todo o resto de esperma que fica no fundo da vagina com a mangueirinha do chuveiro, coloco bastante água da mangueirinha dentro do anus e deixo sair tudo fora ,repito isso algumas vezes(acho que isso se chama fazer chuça). Por ultimo coloco um supositório de glicerina dentro do anus. Espero fazer efeito durante umas duas horas e após jantar, vou ao banheiro e solto ate a alma fora no vaso.Fico com o intestino limpo como cu de santo. Não façam julgamentos(quem vai atirar a primeira pedra?) mas eu devo confessar que estou viciada no caralho do Sr. Fuller. Quando chega domingo a tarde, fico subindo pelas paredes de vontade de levar pica na buceta e no cu. Como já disse, faz um tempinho que levo piroca no cu e na buceta quase todos os dias. O Sr. Fuller tem fôlego e tesão de adolescente. O homem é foda. Eu acho que ele aquenta dar umas duas ou três fodas no mesmo dia. Quando chega final de semana, passo na seca da sexta a tarde até a segunda da semana seguinte,já que o meu marido tem usado o pau só para urinar ultimamente(coitado...). No domingo ,minha buceta e o cu estão coçando de tesão e vontade de levar rola de novo.Eu fico contando as horas para chegar a segunda e ir para o maldito hotelzinho fedido para levar pirocada do meu chefe. Existem duas possibilidades no futuro. Ou o meu chefe vai cumprir o prometido e vai me dar promoção e aumento, ou o filho da puta vai me usar como uma puta vagabunda e vai me jogar fora(mandar embora). Já estou planejando em dar um jeito de gravar um vídeo ou áudio com o celular, para ter provas se eu for processar o safado de assedio sexual no trabalho. Tudo isto esta acontecendo por ele ter exercido em mim uma livre e espontânea coerção. È o famoso “ou dá ou desce”. Ele soube explorar as minhas fraquezas e carências e esta tomando proveito. #2 - 13-01-2016 - 07:05 AM por LUZIA E O CHEFE MUITO SAFADO - reportar abuso
Meu nome é Roseline.Sou casada a dois anos com o Roberto. Não temos filhos ainda. Após ler o que a leitora Tatiana escreveu, tomei coragem e estou escrevendo isto. Sei que não vou ganhar nada com isso mas é meio divertido saber que o mundo pode ler o que estamos escrevendo e ninguem saber quem somos. Até certo ponto tenho muitas semelhanças com a leitora Tatiana que escreveu neste saite. Moro eu e o Roberto em um apto na COHAB em Guarulhos. Faz pouco tempo, o Roberto abriu uma loginha de produtos de limpez agui bem perto. Antes ele trabalhava em uma empresa que fazia serviços tercerizados nesta area. O Roberto é o segundo homem na minha vida. Perdi a virgindade com 16 anos com um namorado e depois de namorar com o Roberto durante quatro anos, me casei com ele. Eu o amo , mas por estar ficando meia velhinha, decide casar logo para não encalhar.Atualmente tenho 23 anos e o Roberto 34 anos. Tenho o mesmo tipo fisico da Tatiana(aquela que gosta de pau grande), sou loira, baixinha, cabelos curtos lisos(tipo francesinha) . Eu e o Roberto temos uma vida sexual normal,com o porem que ele nunca fez sexo anal comigo e por ele eu nunca fiz isso, o que não é verdade pois o namorado que tive antes dele, antes de me tirar a virgindade fazia anal comigo direto. Contratamos um contador autonomo, o Gideão(a gente chama ele de Gil) , para fazer a parte de contabilidade da loja que abrimos. Por ser mais barato, o Roberto preferiu que fosse um profissional autonomo que atende em casa por sair mais barato. O Gil não tem empresa, ele atende direto nas empresas e nas residencias dos clientes dele. O Gil tem que passar aqui em casa umas duas vezes por mês para apanhar as notas que o meu marido lança e material que ele compra dos fornecedores. O Gil é um homem alto, bonito, negro, sempre bem vestido de terno escuro, sempre cheiroso e muito educado e gentil. O Roberto despois que viu o Gil pela primeira vez ficou meio preocupado já que ele é super ciumento. Ele me pediu para ligar para ele e chamar ele na loja sempre que o Gil viesse em casa obter os documentos. Este sistema o Roberto criou porque a dois anos atraz fomos assaltados na loja e levaram uma pasta com toda a documentação da loja e foi uma dor de cabeça refazer tudo de novo. Por isso o Roberto tras os documentos do movimento do dia para casa e o contador,o Gil, faz os lançamentos na mesinha da nossa sala. Vou direto então ao assunto. Não vou ficar entrando nos detalhes ,mas eu e o Gil estamos tendo um casinho. Meu marido não desconfia de nada. O Gil é um homem bastante dotado e só faz sexo comigo no anus. Ele é casado e tem 3 filhos, todos meninos. Ele me disse que a mulher dele engravida muito facil dele. Eu não tomo a pilula pois eu e o Roberto planejamos ter filhos logo. Como eu já disse não vou entrar em detalhes como tudo aconteceu,mas acabei tendo muita atração pelo Gil e sedi a algumas investidas dele. Fazemos sexo anal duas vezes por mês,quando ele aparece em casa para trabalhar. Temos um esqueminha que é o seguinte. Ele me liga dizendo que esta vindo para minha casa. Eu o recebo antes de ligar para o meu marido e fazemos sexo anal. Ele sempre me come só no anus. O pau dele é bem grossinho e bastante duro. Como disse a Tatiana, no começo a gente sofre um pouco para acostumar com o tamanho, mas depois é só tesão gostoso. Com o Gil é puro sexo, não tenho nenhum envolvimento emocional com ele. Amo e sempre amarei o meu marido,mas como se diz ,o que os olhos não vêem o coração não sente. Fazemos dentro do banheiro para não correr o risco de sujar nada e também para não ficar um cheiro de sexo no ar e o meu marido sentir logo em seguida quando ele chega. A gente age com muita discreção e até com um pouco de formalidade. Assim que o Gil me liga para confirmar que ele já pode vir para cá, dali uns quinze minutos ele chega. Ele mora meio perto da gente. Assim que ele chega, combinamos ele dar quatro toques na porta, eu já sei que é ele. Assim que ele entra no apto, Eu passo a chave na porta e ainda fecho uma fechadurra extra que o meu marido não tem a chave,ou seja,se o Roberto aparecer derrepente, ele tem que tocar a campainha para eu abrir esse fecho. Ele me comprimenta com um aperto de mão, dando um boa tarde e assim que ele coloca a pastinha preta dele em cima da nossa mesa eu o já vou puxando para o banheiro. Eu digo a ele: “vamo fazer logo que a gente precisa chama o Roberto para ver os documentos ainda... heim...” Ele dá um sim balançando a cabeça, eu me sento no vaso do banheiro enquanto abro a braquilha da calça do terno dele e ponho aquele pauzão preto todo pra fora. O Gil é bem quieto e meio tímido.Ele me deixa comandar a nossa foda. Assim que o pauzão ta todo pra fora da calça,inclusive as bolas que eu adora lamber e por dentro da boca,começo uma boa chupeta pra deixar o caralho dele bem duro. O Gil me disse que evita sexo com a mulher dele uma semana antes de vir me encontrar para poder acumular bastante tesão e esperma para me dar. Eu até acredito porque assim que eu chupo o pau dele, sai bastante meladinho docinho de porrinha antes dele gozar dentro do meu cu depois. O Gil vive me pedindo para gozar dentro da minha boca para eu engolir o esperma dele, mas eu tentei uma vez e me deu ânsia de vomito e eu cuspi tudo fora. Talvez se eu praticasse mais eu talvez me acostumasse,mas ainda prefiro ele me dar no cu e gozar dentro dele. Vou tentar descrever um pouco a pirocona do Gil para quem gosta de uma assim entender melhor a minha fraqueza em não resistir a ela mesmo sendo uma mulher casada e saber que não esta fazendo uma coisa correta. É um pau preto de uns 23 cms, um pouco virado para a direita(olhando de frente) , cheio de veias saltadas com uma bem destacada na parte de cima , uma cabeça avermelhada maior que o restante do pau. Assim que puxa aquela pelinha que cobre a cabeça para trás, salta aquelas dobrinhas da cabeça e fica bem maior que o resto do pau. Resumindo, é uma pica preta grande , cabeçuda, cheia de veias, bem dura(com um gosto e cheiro deliciosos). Obs: já devem estar me julgando e me chamando de loirinha putinha,vagabunda,sem vergonha,não é..... Para minha defesa eu digo que sou uma mulher normal, fogosa, que não resisti a experimentar um pau desses, que eu nunca tinha tido antes na minha vida. Bem voltando ao banheiro, assim que eu me lambuzei de tanto chupar o caralhão duro do Gil, engoli bastante meladinho docinho dele, fica um gosto diferente na boca,que acho que se eu desse uma baforada na cara do Roberto em seguida, dá pra perceber um cheiro diferente(tipo cheiro de pica mesmo), por isso antes do Roberto chegar em casa, eu escovo os dentes para lavar a boca e sair algum cheiro diferente. Depois de uns dez minutos só no boquete,chupando aquela pirocona saborosa do Gil, ele fica com o pau muito duro e pronto para me foder. Eu me levanto ,subo o meu vestido(gosto bastante de vestido,raramente uso calças),tiro a calçinha(que já dá pra ver uma roda molhada nela na direção da buceta,enquanto chupo o pau do Gil , a minha buceta escorre e fica bem molhada). De vez em quando, eu estou com muita vontade de levar na buceta antes dele me foder no cu, assim eu visto uma camisinha nele e me sento no móvel da pia que fica bem na direção do pau do Gil. Ele segura as minhas pernas abertas e me soca na buceta ,antes de gozar, ele me avisa,tira a camisinha ,me da uma lubrificada no cu com o caldinho melado da minha buceta e enfia o caralhão todo dentro do meu cu que ele deixou super guloso . A maioria das vezes, me viro de costas para o Gil, abro a minha bunda com as mãos e mando ele molhar o pau primeiro na buceta e depois socar no cu. Falo assim: “ põe logo no meu cu.... to com tanta vontade de sentir ele todo dentro....meu cuzinho ta com tesão de levar uma gozada sua dentro bem no fundo....” O Gil demora para gozar,leva uma meia hora dele socando sem parar pondo e tirando até ele explodir uma esporrada dentro. As vezes temos que usar algum estimulo a mais para ele ficar com muito tesão e gozar logo. O nosso tempo junto não dá pra ser mais do que uns quarenta minutos antes de chamar o meu marido,senão fica muito tarde e meu marido fecha a loja pontualmente as 6 da tarde todos os dias. O estimulo que o Gil não resiste e goza logo é quando saímos do banheiro colados um no outro, eu com o meu vestido enrolado na altura da cintura e o Gil de terno preto, com o pau todo enfiado dentro do meu cu, ele passa o braço em volta da minha barriga na altura da cintura me segurando, eu caminho colado à ele na ponta dos pés, e vamos até a janela do apartamento onde dá para ver a frente da nossa loja. Eu fico dizendo ao Gil para provocar ele e ele gozar logo: “ dá pra ver daqui a loja do seu chefe corno... olha lá...enquanto o meu corninho ta La vendendo as coisas dele, voce tá com o seu pauzão todo enfiado no cu da mulherzinha dele...soca no meu cu..... soca.... soca bem rápido e me dá o seu leite dentro dele..... dá logo.... to com muita vontade de ficar com todo o leite do seu saco dentro do meu cu.... acho que as suas bolas estão cheias de leite pra me dar... olha lá a loja onde o corno ta trabalhando agora.... será que dá pra ver ele daqui?.... Usa bem gostoso o cu da branquinha casada... usa... Ele já todo viciadinho nesse seu pauzão grosso e cabeçudo... meu marido corninho não gosta dele, ele é todo seu agora.... me dá com força nesse cu.... soca bem rápido e com força e goza dentro logo... eu quero .... meu cu ta com sede de sentir o seu leite... Ta gostoso foder o cu da loirinha branquinha casada .... ta... safado... gosta de um cu guloso de mulher casada... né.... meu safadão gostoso... caralhudo... tesudo... Quero porra no cu..... soca e goza logo Gil.... não to agüentando mais... já ta ardendo... goza logo querido... Enche o cu de porra quentinha da sua loirinha vagabunda casadinha logo.... vai.... ele é todo seu agora... meu marido não quer foder nele... então ele é todo seu para engolir esse caralhão grosso e cabeçudo... sempre que você quizer... ta bom...” Em seguida o Gil não agüenta as minhas provocações eu falando assim e ele enfia o pau até o fundo na minha bunda, segura com as duas mãos bem forte nas minhas ancas e explode o gozo dele bem fundo no meu intestino.Eu sinto o pau do Gil pulsar umas dez vezes dando jatos de esperma dentro de mim. Nunca medi,mas acho que o Gil ejacula bastante esperma. Nas poucas vezes que ele não agüentou e gozou na minha boca e no meu rosto antes de me foder, fiquei com a boca cheia e o rosto inteiro todo melado de porra. Como eu já escrevi acima, já tentei engolir o esperma dele,mas me dá ânsia e eu não consigo e preciso cuspir fora. Aquela aguinha transparente docinha que sai do pau dele quando eu chupo eu adoro. Sempre que eu lambo bastante o saco todo do Gil e bato um pouco de punheta com a mão, sai um monte desse meladinho(chega a escorrer um fio longo) que eu engulo tudo e fica uma vontade de quero mais depois. Eu pretendo me acostumar com o gosto do esperma dele e tentar engolir breve. Ele já me ensinou um modo de engolir e não sentir nenhum gosto que é por a cabeça do pau dele bem no fundo da boca com o buraquinho do pau encostado no fundo da boca aparando os jatos de esperma e assim que vão saindo eu vou engolindo em seguida. Assim ele me disse que eu não vou sentir gosto algum e não vai ficar acumulado dentro da boca. Ainda não criei coragem, mas pretendo tentar e praticar isso com o Gil. Continuando, assim que o Gil explode o gozo dele dentro de mim, voltamos ainda colados um no outro ao banheiro. O pau do Gil só amolesce totalmente uns cinco minutos depois que ele gozou. O do Roberto,quando fica duro totalmente, assim que ele goza, o bicho cai e amolesce em seguida. Obs. O pau do meu marido é um pouco maior que a metade do tamanho do caralhão do Gil. Normalmente o pau do Gil sai limpo(quero dizer sem fezes junto) e apenas meladinho do muco do meu intestino. Ele lava o penis dele na pia do banheiro ,eu me sento no vaso e passo um papel higiênico em volta do meu cu para limpar, visto a minha calçinha e me despeço do Gil dizendo que em minutos eu ligo para ele avisando que já liguei para o Roberto vir ate em casa para nos encontrarmos para o Roberto entregar as notas e lançamentos contábeis para o Gil montar o caixa da Loja. Primeiro eu dou uma checada em tudo no banheiro para ver se esta tudo em ordem,para em seguida ligar para o Roberto vir ate o nosso apartamento trazer os documentos para o Gil trabalhar. Aconteceu uma vez do Gil sair e esquecer a pasta de documentos dele sobre a mesa da sala. Eu tive que esconder esta pasta e assim que ele chegou teve que simular que esqueceu em casa a pasta que ele sempre carrega com ele. Imagina se o meu Marido vê a pasta do Gil sobre a nossa mesa sendo que ele estaria para vir ao nosso encontro ainda,ou seja, a pasta entregaria que ele esteve no nosso apartamento antes do meu Marido chegar. Foi uma distração que quase nos entregou. Bem em seguida ligo para o Roberto, ele calcula uns minutos para deixar o ajudante dele na loja e vir até o nosso apartamento e ligar para o Gil para dar andamento aos trabalhos da contabilidade da Loja. Meu marido chega e se ajeita na mesa da sala com um monte de papel enquanto aguarda a chegada do Gil. O Roberto abre a porta para o Gil, e eu saindo da cozinha comprimento o Gil(claro que com um jeito que estou vendo ele pela primeira vez naquele dia...) .Digo um boa tarde e convido os dois a se sentarem que irei preparar um cafezinho para eles. Enquanto estou na cozinha fazendo o café fico ouvindo os dois falando sobre os lançamentos no livro caixa da nossa lojinha. Assim que eu levo a bandeija com a térmica e as chicaras para tomarmos nosso café, me sento junto a eles para tomar um cafezinho também. Neste momento, evito olhar muito para o Gil e entregar alguma coisa pelo nosso olhar. Eu so fico na mesa junto a eles porque o Roberto que me chama para participar e tomar café também. Essa situação de ficar sentada ao lado do meu marido e o Gil ao mesmo tempo , me deixa meia temerosa.Saber que a alguns minutos atrás aquele homem negro estava com o caralho dele todo dentro do meu cu e deixou ele cheio do seu esperma e o meu Marido ali bem na nossa frente sem saber de nada, é uma situação excitante e ao mesmo tempo apavorante. Um dia desses passei um sufoco. Estavamos tomando um café juntos na mesa da sala, de repente uma caixa de papelão cheia de roupas que eu coloquei em cima do sofá para revisar umas costuras para serem feitas, escorregou e caiu no chão. Eu me levantei e me agachei para juntar as roupas e levar para o quarto, só que no momento que eu me abaixei, deu um pum barulhento e molhado, que fiquei vermelha e envergonhada na hora e nem voltei mais para a sala , fiquei no quarto até o Gil ir embora, so gritei um chau do quarto mesmo. Tentei concertar um pouco depois dizendo ao Roberto que tinha comigo algo que me deixou com o intestino todo solto e fazendo coco mole(a chamada caganeira mesmo). Depois que o Gil me fode, meu cu leva uns dois dias para voltar ao normal. Fico com o anelzinho dele meio sem força e meio fácil de abrir uns dois dias. No chuveiro tomando banho eu sempre dou uma conferidazinha. Eu faço sabonete nele e enfiou o meu dedo e tempo apertar e fechar o cu com força para ver se faz pressão no meu dedo. No dia que o Gil me come, o anel do meu cu fica bem molinho e meu dedo entra e sai dele bem fácil sem que eu consiga apertar e fazer força no meu dedo.Só depois de uns dois dias eu sinto o anel do meu cu voltar a ter força de novo. Coitado do meu marido. Mal sabe ele que o Gil aparece aqui antes dele aparecer e me dá umas boas caralhadas na minha bunda e me deixa cheia de porra no meu cu guloso. Nas poucas vezes que o Gil me dá na buceta, e o Roberto quer me comer a noite, eu tenho que sair fora e inventar alguma desculpa para evitar. O Gil não precisa meter muito tempo com aquele pauzão tamalho GG dele que a minha buceta fica enorme e super sensível depois. No cu eu levo a pirocona do Gil sem medo de ser feliz porque o Roberto, alem de não gostar de sexo anal(nunca quis) ele tem um jeito todo dele de me comer. Com a luz apagada, com uma cobertinha por cima e sempre no meio das minhas pernas abertas e ele por cima. Ele Poe dentro ,da umas bombadas (que não demora muito e ele goza logo) e nem se dá conta de ver a situação do meu cu,que depois que o Gil começou a comer, com certeza mudou um pouco. Alias, mudou um pouco bastante. Assim que o Meu marido volta para a loja, eu vou ao banheiro tentar soltar o esperma do Gil que fica dentro do meu intestino. Um tempo atraz eu pequei um espelhinho que temos no banheiro, que meu marido usa para aparar o cabelo dele , me posicionei agachada no chão do banheiro e coloquei o espelhinho no chão para ter uma visão do meu cu. Figuei assustada e surpresa com o tamanho do buraco que tinha ficado. Fazendo movimentos de apertar e forçar para fora, dava para ver um monte de pregas e depois um buracão aberto todo vermelho da parte de dentro do meu intestino.Na hora eu me decidi a parar com aquilo e dizer ao Gil que eu não queria mais que aquilo que poderia me trazer algum problema no futuro. So que a minha decisão não durou nem o nosso próximo encontro que eu já não agüentei de vontade e tesão de levar o caralhão do Gil dentro de novo. Acabei aceitando a condição de ficar com o meu cu mais larguinho e acostumado a receber um pauzão grosso Em troca de gozar forte e gostoso levando estocadas fortes nele. Em resumo, se você for casada,noiva,ou namorando, depois que você se acostuma em levar um caralho de porte GG seja na buceta ou no cu, vicia e a gente não conseque ficar sem tão fácil depois. Como eu encontro o Gil de duas em duas semanas, o meu cu fica piscando de vontade de sentir a pica dele dentro. As poucas vezes que eu consigo gozar com o meu marido me comendo, eu fico imaginando o Gil atrás de mim com aquele terno másculo dele bombando rápido e com força no meu cu com o pau grosso e cabeçudo dele enquanto eu fico olhando a porta da loja do meu Marido corno. O corninho inocente diz: “ gozou..... amor?..... foi bom.... você gostou mesmo?...” Eu respondo: “nossa... amor.... que delicia.... foi bom demais... você comeu gostoso....” #3 - 10-01-2016 - 01:09 AM por Roseline e Roberto (e tambem o Gil) - reportar abuso
Oi gente... Sou a Tatiana. Os mais proximos me chamam de Tati.Tenho um metro e 56 de altura, loira natural cabelos curtos encaracolados, magra ,tipo gostosa que todo mundo olha e da uma viradinha para ver melhor quando ando na rua. Tenho bunda durinha e arrebitada,peitos tamanho medio bem retos e durinhos. De acordo com o tema deste blog, ainda não casei,tenho namorado apenas, mas adoro dar o meu cu.Alias peguei gosto por caralho grande recentemente,depois que comecei a sair com um carinha com um caralho enorme e delicioso. Sou nova ainda, tenho 16 anos. Já fiquei bem viciadinha no pauzão dele. Meu namorado tem um pau normal,mas perto do pau do cara que tá me fodendo, fica fino que eu nem sinto muito mais.Depois que eu conheci o Big Cock(não quero usar nomes), acho que nem vou me casar com o meu namorado atual. Um pau caneta ninguem merece... neéé... A merda é que o Big cock é casado e não podemos ser descobertos. Ele me pega na saida do curso de Ingles por volta das 4 da tarde as terças e quintas e me leva num apzinho que ele tem aqui no bairro. Não vou entrar em detalhes de como nos conhecemos, mas ele é um empresário aparentemente bem rico. Ele passa pra me pegar com uma SUV preta com os vidros escuros e assim que eu saio da aula, ele me espera na rua paralela proxima pra ninguem ver eu entrando no carro dele. É um apzinho pegueno com poucos móveis. Acho que ele usa só pra levar meninas como eu. Ele me diz que tá so comigo,mas eu não boto muita fé nisso não. Ele me diz que a mulher dele é meia divagar pra sexo e anal então , ela arrega e não aguenta o pauzão dele,e por isso que ele tem que se virar com outra fora de casa. N primeira vez que ele me fodeu no cu, foi literalmente foda. Mesmo ele usando uma pomada anestesica para ajudar, sofri pra caralho,doeu e eu quase pedi arrego e desisti, mas como ele tem pratica no negocio, com bastante jeito e carinho, ele enfiou a trolha toda no meu cu. Sofri mas até gostei depois e aceitei sair de novo e ele foder meu cu de novo. Atualmente ,isso depois de levar o pau dele no meu cu já durante uns tres meses ,duas vezes por semana, estou bem acostumada e o pauzão grosso dele entra bem gostoso. Ele não me come na buceta quase nunca. Uma vez eu tive que pedir porque eu queria sentir aquilo tudo dentro da minha buceta. Ele não curte na buceta porque tem que usar camisinha e no cu ele não usa e sempre goza dentro. Como eu tenho que chegar em casa antes das seis da tarde,senão minha mãe fica me torrando a paciencia querendo saber onde eu estava, com quem eu estava,etc... ufaa.... um saco...., a gente faz as coisas meio rapidinho. Assim que a gente entra no ap, ele me dá uns pegas,um beijos e já vai tirando a minha roupa. A posição que eu gosto mais é de quatro na ponta da cama. Agora a gente não usa mais a pomada que ele passada pra não doer. Eu até gosto de sentir uma dorzinha no começo. Eu pego um gel hidradante que carrego na bolsa,passo no meu cu e no pau dele e fico esperando ele meter. Na primeira enfiada que ele me dá , gosto que seja rápido e enfiando o pau todo até o fundo. Doi mas é gostoso assim.Eu peço para ele ficar com o pau todo dentro sem tirar e nem movimentar. Eu sempre tenho a reação de fugir dele achando que não vou aguentar ,por isso eu já falei pra ele me segurar e não tirar de dentro até eu acostumar e a dor passar. Nessa primeira enterrada que eu levo, quase sempre dou uma gozada, e com certeza minha buceta escorre um liguido parecendo gozo.As vezes dou uma mijadinha nessa hora. Depois de um tempinho, ele começa a por e tirar devagar e por ultimo bem rapido e com força.Um tempo depois ,que meu cu já tá bem molinho e o pauzão dele entra e sai bem fácil, eu curto ficar sentada no colo dele, apoio as minha pernas abertas sobre as dele e fico na siririca até gozar de novo,enquanto fico rebolando com aquele pau enorme todinho enfiado no meu cu(antes eu chamava de cuzinho, agora o nome fico meio desapropriado, acho que virou um cuzão culoso). Meu namorado me come só na buceta com camisinha(não tomo pilula e nem pretendo-não quero engordar),muito de vez em quando ele me pede pra enfiar no meu cu. Esses dias ele quis e eu dei o cu pra ele. Ele estranhou o pau dele entrar muito fácil e eu nem reclamar de dor como eu sempre fazia antes. Ele falou: “ amor... voce tá com o cu meio largo... meu pau tá meio folgado dentro dele.... porque que tá diferente assim?....” Eu respondi: “não sei.... amor... deve ser que eu to com mais tesão hoje...” Ele fez cara de não acreditar muito não... Eu quero é que se foda... Se ele descobrir alguma coisa e me largar, vou atras de um outro namorado que tenho um pauzão grande que me satisfaça completamente. Esse negocio de levar um caralho grosso e grande no cu deixa a gente mal acostumada,depois a gente não quer mais os pequenos. A gente passa a gostar de sentir o cu doer e abrir bastante. Antes eu fazia uns troçinhos finos de cocô. Agora sai cada tolete grosso. Acho que não é só o anel do cu que fica maior,lá dentro do intestino tambem estica mais. Eu nunca sinto o esperma sendo despejado dentro do meu intestino quando o B.C. goza,mas dá pra sentir o momento que ele vai começar a gozar,o pau fica mais duro ainda, e começa a pulsar,dando pulinhos lá dentro. É uma delicia ficar com porra dentro do cu. Assim que a gente termina e ele me leva embora pra casa, ele para uma quadra antes da minha casa.Este trecho que eu ando até em casa eu vou fazendo movimentos de fechar e relaxar o cu enquanto fico lembrando que estou com ele cheio de esperma e todo largo de tanto levar uma piroca enorme dentro.Assim que chego em casa, vou direto para o banheiro tentar cagar a porra de dentro do meu cu e bater uma siririca nervosa até gozar de novo lembrando do meu macho caralhudo bombando no meu cu. O meu amor(não o meu namorado), o meu homem de verdade caralhudo, vive me dando uma grana quando a gente sai. Eu não gosto que ele me de objetos,porque não tenho como explicar para minha mãe onde arrumei dinheiro(nem para o meu namorado). Cada vez que a gente sai, ele me dá uns duzentos ou trezentos reais que eu deposito numa conta e quardo no banco. Ninguem sabe disso. Ando com uma vontade doida de que ele me de uma foda forte na buceta sem usar camisinha e goze dentro ,e depois eu tomo a pilula do dia seguinte. Ainda não falei nada mas logo vou pedir. Como o meu namorado só mete com camisinha, nunca senti uma esporrada dentro da buceta. Depois que eu comecei a levar esporrada dentro do cu, a minha buceta ficou com inveja e quer também,só pode ser isso.... neeé.... No cu eu aguento o pau dele todo dentro, nas poucas vezes que ele colocou na buceta(com camisinha) ,não entra todo, fica quase um terço fora e já bate no fundo.Eu fico imaginando ele me fodendo na buceta e fazendo força para empurrar o pau inteirinho até o fundo com força e depois gozar e me encher de porra nela. Eu encontro com o meu namorado no sabado, e já pensei em sair com o B.C. antes e levar uma esporrada dentro da buceta e não lavar e ficar com ela cheia de esperma e encontrar o meu namorado e ver se ele percebe alguma coisa. O boboca é tão tonto que é capaz de ver a minha buceta toda vermelha,bem aberta e toda melecada de porra e nem perceber nada. Resumindo.... cu que leva rola grossa e grande, depois não quer uma peguena mais. Não dá para voltar atrás. O negócio vicia e mesmo com um pouco de dor e o cu ficar meio afrouxado depois, vale a pena o tesão gostoso que dá e as gozadas delirantes que a gente tem. Minha dica as meninas que estão lendo isso. Mesmo que de vontade de desistir e sair correndo quando voce se deparar com um homem com um pau meio grande e voce achar que não vai dar conta, faça com cuidado e com calma que depois das primeiras vezes(que são as mais dificeis) voce vai acostumando e começa a gostar e depois é só tesão gostoso. Você não vera a hora de dar de novo e sentir o caralhudo enfiar tudo dentro do seu cu outra vez . Com o meu foi assim. Não demora muito e ele ficará maiorzinho e bem guloso. Depois de uns dois ou tres dias sem levar na minha bunda, eu fico doidinha de vontade. Se eu não puder ver o meu homem logo, eu preciso me aliviar enfiando algum objeto dentro para passar um pouco a vontade,porem nada substitui um caralho grosso e duro de verdade, quentinho e pulsante até encher a gente de porra dentro do intestino. Afff..... que delicia que é isso.... #4 - 07-01-2016 - 01:15 AM por TATI......TATI.....tati - reportar abuso
Estava de bobeira navegando na net e depois que coloquei no Google “sexo anal” veio este site que achei bem interessante e comecei a ler e por minha surpresa me identifiquei com um texto escrito por Deborah dissendo sobre o marido a foder colocando a mão toda dentro dela. Moro eu o maridão e o meu filho de 7 anos, o Pedro, em Ipatinga, Minas Gerais.Meu nome é Maria Eduarda,o meu marido é o Gil,mais conhecido por Gil do caminhãozinho.Meu marido trabalha na região fazendo carretos e entregas para lojas no nosso bairro. Eu trabalho em casa e faço costuras para lojas e para particulares. Tenho uma boa clientela, que me garante uma renda mensal suficiente para as contas da casa. Com que o Gil ganha, compramos utensílios para a casa tipo fogão,geladeira,e a maior parte economizamos para o nosso grande sonho que é comprar a nossa casa,ainda estamos no aluguel. O Gil é um ótimo marido e ele ao mesmo tempo que é carinhoso,amoroso , também tem o lado mais agressivo e gosta de sexo forte e meio no extremo. Quase sempre, durante as tardes, ele passa em casa,depois de fazer alguma entrega ou a caminho de fazer alguma, da uma buzinadinha e eu já sei que ele veio da uma comida na mulherzinha dele. Ele entra em casa todo sorridente com uma flor na mão , me dá um beijo bem demorado e gostoso e diz que não aquentou de saudades e de tesão em me ver. Durante todas as tardes meu filhote, o Pedro, tá na escolinha e so volta com a perua no final da tarde,porisso eu e o Gil ficamos bem a vontade em casa. O Gil é um homem bem forte e grande,ele tem 1,78 de altura, e bem musculoso.Eu sou baixinha ,das pernas curtas e grossinhas, bunda grande e seios fartos.Sou ruiva com sardas no rosto e pelo corpo todo. Minha pele é bem branquinha,o que contrasta um pouco com o Gil que chamam de Pardo(mestiço negro com baiano).O Gil veio da Bahia trabalhar em uma obra grande na cidade e acabou ficando por aqui.Porem não sou uma mulher gorda. Sou uma mulher de atributos avantajados. No que se inclui a minha buceta que após o meu parto(natural),ficou bem maior do que era antes.Apesar de sempre ter tido uma grande elasticidade na minha buceta.Antes de me casar com o Gil, nas minhas masturbações, eu colocava objetos grandes dentro dela. Um tempinho depois do meu parto, o Gil notou uma abertura maior na minha vagina e ele começou a forçar a mão dele dentro. Não demorou muito, ele começou a colocar a mãozona enorme dele dentro dela. Na primeira vez que isto aconteceu, eu gozei a ponto de quase perder o fôlego.Meu coração disparou e eu esguichei gozo a quase um metro de distancia.Parecia que eu estava urinando,mas não era urina não. Depois desses mais de seis anos recebendo a mão do Gil dentro da minha vagina, estou bem acostumada e diria meia viciadinha já. Nessas paradas que o Gil dá em casa durante a tarde, ele chega todo amoroso, me dá um beijão gostoso e demorado na boca, eu já abro o cinto dele e ponho o pauzão duro dele para fora e fico chupando bem gostoso sentada na ponta da poltrona da sala. Normalmente fico bem a vontade em casa de chinelinhos rasteirinha e vestidinho leve,só me visto um pouco melhor quando vou receber alguma cliente para entregar as costuras. Nisso ,a minha buceta já tá escorrendo de molhada e piscando de tesão. Eu que normalmente pergunto ao Gil(nestes momentos ele é meio calado): “cê vai querer colocar a mão dentro... amor...?...” Ele responde que sim balançando a cabeça.Eu toda alegrinha com sorriso no rosto,vou ao banheiro, tiro a minha calçinha e pego uma toalhinha e um frasco com óleo de amêndoas. Passo o óleo na mão toda do Gil, um pouco na entrada da minha buceta. O Gil encosta a mão esquerda dele na entrada da minha buceta, com a outra mão ele segura apoiando as minha costas e empurra com bastante pressão e força. Nesta hora até dói um pouco ,mas assim que a mão dele entra toda dentro é uma delicia sentir o canal da minha vagina esticar toda e engolir a mãozona dele. Nessa primeira enfiada da mão dele eu digo: “ai... amor.... deixa parada dentro.... num meche ainda... deixa ela abrir mais e relaxar um pouco... ainda tá apertada...” Até a minha vagina dilatar e ele poder movimentar a mão dele dentro, o Gil ou me levanta até a altura do sofá para ele poder ficar em pé ou ele me ergue no ar enquanto eu me seguro no pescoço dele. Se alguém visse a cena, ou ficaria muito assustado ou daria muita risada. Um homem enorme , passeando pela sala,corredor e até o quarto com a mulher pendurada com as pernas no ar,apoiada pelo braço com a mão toda enfiada dentro da vagina,encostando no fundo do útero.Depois de uns cinco ou dez minutos passeando pela casa com a mãozona gostosa do Gil até o fundo da minha vagina, já estou bastante lubrificada e afrouxada, e estou no ponto certo para ele começar a fazer movimentos de por e tirar como que metendo na minha buceta. Como eu fico perto de gozar e por ter uma lubrificação natural bastante grande, vamos ao banheiro. Com o tempo a gente vai aprendendo o jeito mais gostoso de fazer isso e depois de eu dizer a ele coisas do tipo: “assim ... amor... assim tá gostoso... faz mais rápido... põe e tira girando bem rápido...” Esse é o jeito infalível que me faz gozar bem forte. Estando no banheiro, abraçada ao Gil pelo pescoço dele, com uma perna (a direita) sobre o vaso sanitário, a outra(esquerda) na ponta dos pés, o Gil fica fazendo movimentos de meter a mão fechada em forma de punho fazendo movimentos de girar lá dentro. Ele tira até quase sair fora deixando os lábios da minha buceta na abertura máxima e depois enfia de volta com força e bem rápido até bater no fundo. Por eu estar bastante molhada e lubrificada por dentro da minha vagina, faz um barulhão de ar saindo como se fosse um peido bem alto. Depois de umas dez socadas dessas, ele deixa a mão fechada parada bem no fundo e tira fora bem rápido. Parece que a minha buceta vai virar do aveso. Eu fico sentindo um buraco bem largo e vazio na minha vagina até ele enfiar a mão de volta. Eu solto um ai e digo: “ ai... amor... assim você vai destruir ela... eu dei ela pra você brincar gostoso...mas se você destruir ela assim você vai ficar sem... viu...“ A hora que eu to pronta para gozar eu fico me masturbando no clitoris bem rapido eu dou umas coordenadas para ele de como fazer gostoso: “ assim... amor... eu vou gozar logo... põe a mão bem na entrada e gira bem rápido e depois soca no fundo bem rápido e com força... fica fazendo assim... não para que eu vou gozar... aaaiiii.... que delicia....” No momento que eu começo a gozar eu não aguento a mão dele dentro de tanto que aperta e puxo a mão dele para fora e esquicho um jato forte de gozo. Depois disso fico até molinha e preciso de um tempinho para me recuperar. Enquanto isso o Gil tira o restante da roupa fora e entra em baixo do chuveiro com o pau duro dele pronto para explodir umas jateadas de porra. Depois disso a minha buceta fica um bagaço,fica bem afrouxada e aberta. Fico com ela ardendo e dolorida até o dia seguinte.No dia seguinte ela recupera e fico com tesão de novo querendo mais outra vez. Porem não fazemos isso todos os dias. Eu acho que pode fazer mal e trazer algum problema de saúde. Fazemos umas duas vezes por semana apenas e as vezes no final de semana também quando o tesão tá forte. Como eu fico com a buceta muito sensível e dolorida, não aguento o pau do Gil dentro dela e tem que ser no cu mesmo durante o nosso banho. Ele ensaboa bem o pau dele e o meu cu e soca a piroca grossa dele no meu cu até gozar dentro. Quando termina o banho, o meu marido se veste, e volta para as entregas dele no caminhãozinho. Eu volto para a minha máquina de costura no nosso quarto, sentindo o meu cu meio larquinho cheio de esperma do meu marido dentro, e sentindo uma dorzinha gostosa na buceta conforme eu me movimento na cadeira. A mão do Gil na minha buceta eu levo,como eu já disse, umas duas ou três vezes na semana, agora no cu eu tenho levado todos os dias.To ficando meia preocupada com isso. Alem de ficar com o cu meio frouxo, tenho medo de fazer algum mal com o tempo. Antes o Gil revesava em me foder na buceta e no cu. De uns dois anos para cá tem sido quase só no cu. Na buceta ele enfia a mão e o pau no meu cu sempre gozando dentro. Acho que tem a ver com eu ter ficado com a buceta meia larga de tanto ele colocar a mão dele dentro. Pra mim a sensação é a de sempre,sinto o pau dele na minha vagina como sempre senti. Claro que fica bem mais folgado do que era quando nos casamos,quando eu era mais apertadinha. Já pensei em falar para ele colocar a mão e depois o pau juntos ao mesmo tempo,para ficar apertado,mas tenho vergonha e receio dele acostumar a fazer assim e eu ficar mais larga ainda. O Gil tem bastante energia e tem muito fogo.Ele goza umas duas vezes por dia ,pelo menos. Hoje é sábado, e o que escrevi acima aconteceu hoje a tarde. Agora são 5:40 da tarde, meu filho volta da escola daqui uns 40 minutos. O Gil chega em casa umas oito e meia da noite,depois de passar no bar da esquina e tomar uma cerveja com os amigos. Hoje a noite vou levar no meu cu de novo. Na buceta eu mal aguento uma chupada que ele me dá antes de me foder no cu. Assim que o Pedro dorme(por volta das 10 da noite), o Gil me posiciona de bruços na cama, passa o nosso oleozinho de amêndoas(deixa um cheirinho delicioso no ar) no meu anus, põe a cabeça do pau duro dele bem na entrada(no olho do meu cu para falar o português claro) do meu cu e empurra colocando o peso do corpo dele em cima de mim. O pauzão dele entra rasgando. Meu cu entra todo pra dentro e depois fica piscando e fazendo força para fora como que se quizesse cagar o pau dele para fora. Dali a pouco o meu cu relaxa e vai engolindo o pau todo dele até ele encostar o saco na minha bunda. Ele deixa parado dentro uns dois minutinhos para eu acostumar e relaxar bem e depois ele fica socando bem rápido deixando só a cabeça dentro e enterrando tudo até o fundo com estocadas bem rápidas e fortes. Eu coloco um travesseiro na barriga para ficar com a bunda mais altinha e outro na frente da minha boca para não fazer barulho alto e acordar o Pedrinho. Apesar de ser gostoso e me dar tesão, as vezes da uma agonia de vontade de fazer coco,eu falo para o Gil: “aaii....amor... vou cagar... tá dando vontade de cagar... eu não to aguentando mais... goza logo...” Sempre me dá essa vontade de fazer coco. Na maioria das vezes é só vontade e não sai nada,mas já aconteceu de ser de verdade e eu sujar a nossa roupa de cama.Depois disso eu revesti o nosso colchão com um plástico. Quando ele percebe que vai sair coco de verdade, ele interrompe, vamos ao banheiro e ele continua me fodendo no chão do banheiro,onde temos um tapete de borracha da pia ate o Box do chuveiro. Dá pra gente deitar em cima e sobra espaço ainda. Quando acontece isso , ele gosta mais ainda e enquanto soca o pauzão duro dele no meu cu fica falando: “ ooo.... delicia... isso... caga no pau do teu macho...caga... tô arrancando bosta desse seu cu gostoso...” Eu com a voz meia chorossa digo: “aaiii.... amor... acaba logo.... não to aguentando mais... tá ardendo... tá doendo... goza logo...” Depois de algumas estocadas bem rápidas e profundas, o Gil esporra dentro do meu cu já meio amortecido e bem aberto de tanto levar o pau dele dentro. Em seguida eu me levanto e corro para a privada e solto uma mistura de merda mole com esperma com uns peidos barulhentos que fico até com receio de acordar o meu filho de tão alto que sai o barulho. Depois me junto ao Gil debaixo do chuveiro e após um relaxante banho,vamos dormir um sono profundo e aconchegante. Depois do meu marido destruir a minha buceta e o meu cu no sábado(uma foda de mão na buceta e duas no cu,uma a tarde e outra a noite),no domingo eu quero folga. No domingo saímos para comer fora,ou vamos a um clube de campo da cidade,ou assistir um filme. No domingo nada de trabalho e nem de sexo. O trem é bão mas nada que seja demais faz bem. Apesar que a gente(eu e o maridão) não aguenta ficar sem sexo mais do que uns 3 dias. Quando chega a terça ou a quarta feira, começa tudo de novo. O Gil já tá babando de tesão de me abrir toda de novo e eu já to subindo pelas paredes de vontade de levar a mãozona dele dentro da buceta de novo e o pauzão duro dele no meu cu. Sexo é uma coisa que a gente quanto mais faz mais quer fazer e fica viciado nisso. Como eu já disse, o trem é bão mas vicia muito. #5 - 03-01-2016 - 06:00 AM por Maria Eduarda e o Gil - reportar abuso
Me chama no whats qm quiser 11983484902#6 - 01-01-2016 - 04:04 AM por elias - reportar abuso
Estou escrevendo neste blog para me desabafar um pouco. Recentemente passei por uma grande decepção na minha vida. Descobri que o meu Marido é viado. Vou contar o que ocorreu. Trabalho o dia todo em uma empresa próxima de minha casa. Saio cedo e retorno no final da tarde ,quase a noitinha. Meu marido trabalha como autônomo em um escritório dentro de nossa casa mesmo. Ele trabalha com programação para Internet, passa o dia todo na frente do computador programando. Estamos casados a dois anos e não temos filhos. Somos um casal jovem(eu 23 e o Douglas 29). A uns dois meses atrás tivemos uma inspeção trabalhista na empresa e tivemos que atualizar uma serie de dados e realizar exame medico . Eu precisava de uns documentos e não os tinha em mãos e como precisava deles com urgência , tive que ir ate em casa busca-los. Após o meu chefe me autorizar a ir ate em casa busca-los, sai e pequei uma condução para minha casa. Chegando lá, abri o portãozinho da entrada e a porta da sala que estava aberta,assim que adentrei na sala, eu pretendia chamar pelo meu marido, o Douglas, porem após ouvir a voz dele no banheiro conversando com mais alguém, me contive e caminhei em direção ao banheiro em silencio. Ao me aproximar da porta do banheiro que estava fechada, ouvi meu marido falando com outro homem que não identifiquei quem seria. Me abaixei e olhei pelo buraco da fechadura da porta para verificar. Neste momento quase tive um treco. Meu marido estava tendo relação com o meu sobrinho. Falando o português claro, ele estava dando o cu para o Marcio . Eu fiquei sem reação e não sabia o que fazer. Tive por um momento um turbilhão de pensamentos e sensações. Eu não sabia se eu abria a porta do banheiro e enchia o Douglas de pancadas, ou se eu chorava. Não tive forças para fazer nada e apenas fiquei olhando aquilo pela fechadura como que não estivesse acreditando no que via. A minha surpresa foi tamanha pelo fato do Douglas ser um cara do tipo machão. Sempre foi muito posudo, do tipo que nem por brincadeira aceitava ser chamado de viado. Uma vez dei a ele uma camisa cor-de-rosa que faltou ele me bater dizendo que aquilo era camisa de boiola e que ele era macho e nunca usaria aquilo. Voltando à cena chocante, o Marcio,meu sobrinho estava colado na bunda do meu marido ,enfiando a vara no cu dele. Em um momento ele tirou o penis para fora e eu percebi que ele não estava usando camisinha. Ouvi meu marido pedir ao Marcio para colocar de volta, e gozar logo. Comecei então a olhar com mais detalhes a cena que me chocou muito.Pude perceber o meu marido vestindo uma calcinha abaixada ate a metade da coxa que pela cor e tipo era uma calcinha minha e também calçava uma sandália minha que os pés do Douglas ficavam para fora . Ouvi o Douglas dizer ao meu sobrinho Marcio: “ Poe até o fundo e goza... enche meu cu de porra logo... eu quero...” Me levantei meia sem forças e decide pegar os meus documentos e sair logo dali. Voltei para a empresa com a cabeça girando e o pensamento a mil por hora. Eu não sabia o rumo que a minha iria tomar dali para diante. Aquele fato explicou uma serie que coisas que eu até então não entendia porque. Por exemplo, o Douglas me procura muito pouco para sexo, e quando íamos ter relação, as ereções dele eram muito fracas e por um tempo muito curto. Assim que nos casamos, o rendimento sexual dele caiu muito. Na época de namoro até tinha sido razoável. Sexo anal nunca tivemos e ele nem nunca tentou. Não que me tenha feito falta,pois nunca fiz sexo anal e nem quero. Estou dizendo isto pois se ele tentasse sexo anal comigo, acho que não daria certo porque o penis dele não fica duro o suficiente. Quando ele faz sexo comigo, ele Poe o pau dele na entrada da minha vagina e fica segurando com a mão, senão dobra e não entra. Outra vez, era um sábado ,eu tinha ido fazer as unhas na casa de uma amiga manicure, e quando voltei, encontrei na pia do banheiro um pepino dos grandes. Penguntei a ele o que um pepino estava fazendo na pia do banheiro e ele ficou super sem graça e disse que ia fazer uma salada e ficou com vontade de urinar e acabou levando o pepino no banheiro e esqueceu lá. Hoje eu entendo que o viadinho tinha levado o pepino no banheiro para enfiar na bunda mesmo. Depois deste fato, a nossa relação que já não era muito quente, esfriou de vez. Nas poucas vezes que ele quer algo comigo, eu evito, invento alguma desculpa e saio fora. Beijos, nem pensar. Nosso casamento está atualmente resumido a dormir juntos, cada um na sua metade da cama e sem tem nada mais. A conclusão que eu tirei é que o Douglas é uma bicha enrrustida e casou comigo para as aparências apenas. Ele não curte boceta. O negocio dele é levar rola na bunda mesmo. Agora também entendi porque ele e o Marcio vivem saindo para pescar juntos. Na verdade, a pescaria é desculpa. O safado vai para a beira do rio dar o cu para o meu sobrinho. Naquele dia pude ver a piroca do meu sobrinho, e constatei que o moleque é bem dotado. Ele tem um pau grande e grosso. O cu do Douglas deve estar meio arrombado já. Me lembro uma vez que estávamos tomando banho juntos, e tentei passar os meus dedos no anus do Douglas, forçando um pouco a entrada do meu dedo, ele ficou super bravo e disse: “ o que é isso mulher... Tá pensando que eu so boiola é.... nesse buraco só sai, não entra nada não.. sai fora...” Outra conclusão que tirei, quanto mais machão o cara for maior a chance de ser uma bicha enrrustida. O Douglas me trata de uma forma bem dominadora e agressiva. Quando ele bebe muito,normalmente no retorno das pescarias, ele fica super agressivo e até me bate. Sempre tive mais medo do que respeito por ele. Não sei o que vou fazer da minha vida. Na verdade estou aguardando uma oportunidade para me decidir a uma separação. Já pensei em esconder uma câmera no banheiro para filmar as transas dele com o Marcio para poder provar a homosexualidade dele. Se for a palavra dele contra a minha , acho que ninguém vai acreditar em mim. #7 - 28-12-2015 - 03:08 AM por Ana Lucia - reportar abuso
Esta foto foi tirada da internet porem ela reflete com muita semelhança o meu perfil físico e a minha buceta depois que o Emerson fode ela com a mão toda dentro.Obs: não sei se este blog aceita inserção de fotos. As diferenças são que eu tenho o dobro do tamanho de seios, sou loira com os cabelos cacheados até o pescoço, e sou depilada na buceta(bem lizinha).A minha buceta é bem vermelha na parte de dentro, os lábios são maiores e mais grossos e na parte de baixo ficou uma pequena cicatriz de um corte que rasgou um pouquinho(2 milimetros) da primeira vez que o Emerson forçou a entrada da mão dele dentro dela. Sangrou um pouco neste dia e ele ficou super arrependido e disse que nunca mais iria fazer de novo. Só que não demorou muito ele estava fazendo tudo de novo, só que com mais cuidado e com bastante lubrificante. Não pensem vocês que o Emerson faz isso de enfiar a mão dele dentro da minha buceta para me foder que ele seja brocha ou tenha o pinto pequeno. Muito pelo contrário, ele é bem dotado e bastante vigoroso e macho. Tem dia que ele dá duas gozadas na seguência. Depois que ele me fode bastante enfiando a mão dele dentro da minha vagina, ele me come com o pau e goza dentro. Também gosto bastante de sexo anal . Isso tudo começou desde o nosso namoro. Sempre tive bastante elasticidade e antes de conhecer o Emerson eu sempre gostei de introduzir objetos grandes dentro da minha buceta. Sempre tive bastante prazer em sentir o canal da minha vagina bem esticado e aberto. Para ele perceber isto e começar a enfiar a mão dele dentro dela , foi rápido. O Emerson é um cara bem alto,quase 1,8m e a mão dele é enorme. Por isso ,apesar da minha elasticidade e já estar acostumada com dilatação , a primeira vez que a mão dele entrou toda dentro, sangrou e rasgou um pouquinho. A mão dele fechada em forma de punho perto da minha, dá quase o dobro de tamanho. O pior é que mesmo tendo machucado um pouco nesta primeira vez, eu gostei e não via a hora dele querer tentar de novo. Só que eu fiquei na minha só esperando ele tomar atitude. As mulheres que estiverem lendo este texto vão entender o que quero dizer. Antes da gente casar, a gente tem que manter uma certa postura e ser um pouco tímida e demonstrar inexperiência, senão o cara acha que a gente é uma piranha vagabunda e depois não quer assumir um compromisso mais sério. Como se diz , sempre existe um chinelo para um PE cansado ou toda panela tem sua tampa. Quero com isto dizer que eu e o Emerson fomos feitos um para o outro, ele adora uma mulher com a buceta bem grande e larga e eu tenho bastante tesão em sentir a minha vagina bem esticada , dolorida e aberta. Depois que o meu filhote nasceu, isto a um ano e meio atrás, tive parto natural e fiquei com a buceta um pouco maior ainda. Minha ginecologista sabe que eu pratico o fisting-fucking vaginal(descobri um monte de coisas a respeito na internet) e me orientou a praticar com bastante higiene, lubrificação e passar a fazer exercícios para fortalecer o assoalho pélvico. Um nome complicado para uma coisa bem simples que é praticar e fortalecer a musculatura da vagina com pequenos objetos com pesos diferentes e crescentes. O ponpuarismo(técnica que tem como objetivo fortalecer nossa musculatura vaginal) tem vários exercícios descritos.A minha ginecologista me disse que o único problema é que depois de bastante tempo praticando o fisting-fucking na vagina, a musculatura ficar relachada e distender e o útero perder sustentação (conhecido por útero caído). Esta pratica que eu e o meu marido fazemos é um segredo nosso e eu não conto para ninguém. Só a minha ginecologista e a minha Irma sabem disso. Quando eu contei para a minha irmã, eu era solteira e estava namorando o Emerson e ela já estava casada. Eu contei que o Emerson enfiava a mão dele toda dentro de mim, ela ficou assustada e disse que mal podia com o pau do marido dela imagine levar a mão toda. O Emerson de tanto fazer isso comigo, adquiriu uma habilidade e uma técnica que me leva a loucura de tanto que eu gozo. Normalmente ficamos bem a vontade no nosso banheiro que é bem espaçoso. Temos uma cadeira de plástico que eu coloco uma almofada revestida de uma capa plástica para me sentar em cima e ficar bem confortável e macio.Coloco as duas pernas bem abertas apoiadas nos braços da cadeira, o Emerson fica ao lado sentado em um banquinho também de plástico branco e após ele me lubrificar com uma pasta branca ele começa a enfiar os dedos espalhando esta pasta na entrada toda da minha buceta e depois enfia a mão toda de uma vez só. No inicio ele fica pondo e tirando a mão da entrada até o fundo com ritmo e devagar. Depois de um tempinho, após eu estar bem dilatada, com a minha vagina bem larguinha, ele começa a fazer movimentos de socar a mão com força dentro até o fundo. Nessa hora eu quase gozo ,pois sentir a mão dele até o fundo e empurrar com força é uma delicia. Depois ele fica girando a mão em forma de punho fechado dentro e também com o pulso parado na entrada e a mão girando lá dentro. Neste ponto eu já estou subindo pelas paredes de vontade de gozar e não demora muito eu peço para ele ficar metendo a mão bem rápido ate o fundo que eu quero gozar. Eu esquicho jatos de gozo pelo banheiro a fora. Depois passo uma toalhinha na entrada da minha buceta para limpar e vamos até o quarto para o Emerson terminar de me foder com o pauzão dele e me encher a buceta de porra morninha. Ele diz que depois que ele me judia a buceta de tanto enfiar a mão dele dentro dela, ele tem que por remedinho para ela sarar e recuperar( o remedinho é a porra dele). Acho que estou tão acostumada com isso e gosto tanto, que não vivo mais sem.Desde que nos casamos, eu já dizia ao Emerson que acho uma delicia sentir a mão dele dentro de mim e depois que o meu filho nasceu acho que gosto mais ainda, pois minha vagina ficou mais larga e a mão dele entra mais gostoso ainda. Quando o Emerson passa uns três ou quatro dias sem me foder enfiando a mão dele dentro da minha buceta, fico doida de vontade e peço a ele para me foder assim. Fico com a buceta movendo por dentro e dando uns choquinhos de vontade. Dá umas fisgadas de tesão quando eu fico imaginando a sensação que dá a mão do Emerson deslizando dentro da minha vagina. É gostoso e dá tesão nas três etapas, antes durante e depois. Antes você fica se preparando e imaginando que dali a pouco vai receber uma mãozona gostosa entrando e saindo do canal da vagina, durante a sensação é indescritível, e depois fica um tesão gostoso de sentir a buceta bem aberta, um pouco dolorida, e quente. Quase toda noite vou dormir com ela assim, sentindo ele quente, bem abertinha,com uma dorzinha gostosa e cheia de esperma do meu marido. Sou uma mulher bem feliz e satisfeita. Só me falta o Emerson me deixar trabalhar fora o que ele não quer de jeito nenhum. Ele acha que com filho pequeno, a mulher tem que cuidar da casa. Ele é bem ciumento. Quando meu filho tiver na escolinha com uns 6 ou sete anos, vou insistir e mudar a cabeça dele e vou arrumar um emprego. Se Deus quizer.... Para as mulheres que leram este tema e ficaram interessadas em praticar o fisting-fucking na vagina, vão em frente que vale a pena. Porem se você ainda não for casada e tiver uma buceta muito apertada e pequena, pense um pouco mais. A maior preocupação que se pode ter é ficar com a buceta meia larga e aberta, o que realmente acontece. Apesar de existir homens que gostam, vide o meu marido(Emerson), acho que a maior parte deles curtem uma buceta apertada e pequena. Por isso mencionei o fato de ser solteira ou casada. Se você é solteira e ficar deixando o seu homem atual te abrir toda, depois vai ficar mais difícil encontrar outro que goste e não te chame de arrombada. Apesar que eu me arrisquei com o Emerson. Já contei que eu deixava ele me foder com a mão desde nosso namoro. Acho que sempre tive a certeza que ele gostava de mulher com a buceta grande e senti que ele era o homem da minha vida. Apesar que tem mulher que tem elasticidade e a buceta abre bastante,fica enorme e depois fecha de volta. A minha ficou bem maior do que era quando eu tinha os meus 16 ou 17 anos. Não me preocupa nem um pouco ficar com a buceta bem grande e aberta, pois o Emerson adora ela assim. Quanto mais ele vê um buraco vermelho bem aberto nela, mais ele gosta. #8 - 20-12-2015 - 09:12 AM por DEBORAH - reportar abuso
Adriana Schubber Entrei neste blog após pesquisar sobre sexo anal na internet , o que eu gosto bastante. Meu marido e eu moramos em uma cidade pequena do interior do estado de são Paulo. Prefiro não dizer o nome para não me comprometer na cidade ,pois quase todo mundo se conhece. A cidadezinha tem em torno de uns 60.000 habitantes e o forte aqui na região é a agricultura. Eu e meu marido, O Jonas, vivemos uma situação que apesar de não ser muito comum, sei que existem muitos casos como o nosso por ai no mundo. A questão é que o Jonas gosta e tem prazer em me ver fazendo sexo com outros homens enquanto ele assiste e se masturba.No começo do nosso casamento, isso já lá se vão 6 anos atrás, vivia me incentivando a ter sexo com outros e que ele gostaria de assistir. Eu achava estranho e até ficava triste supondo que ele não me amava. Com o tempo fui aceitando a ideia e comecei a fantasiar com ele dizendo que eu tinha dado para um desconhecido na rua e estava com a minha boceta toda molhada com esperma desse homem. Percebi que o Jonas ficava muito excitado com isso. Resolvi então a levar a situação até os finalmente e comecei a sair com um colega de trabalho que vivia dando em cima de mim. Não demorou e comecei a dar para este meu colega. Ai sim eu chegava em casa com a minha boceta realmente cheia de esperma do meu colega e contava para o meu marido e ele ficava super excitado e me pedia para deixar ele cheirar e lamber a minha boceta esporrada enquanto ficava batendo punheta até gozar. Ele começou a se envolver e gostar tanto da situação que me comprava roupas intimas para poder sair com o meu colega. Quanto mais conto detalhes da minha foda com o meu amante, mais ele se excita. Já dou bastante o cu também para o meu colega e quando chego em casa dizendo que estou com o meu cu todo arrombado e cheio de porra , o Jonas me pede para mostrar para ele ver com ficou . Atualmente , alem de dar para o meu colega de trabalho, estou tendo relações com um rapaz jovem que mora na nossa rua. O Jonas fez amizade com este rapaz e começou a leva-lo em nossa casa para jogar vídeo game. Não demorou muito e o Jonas me pediu para provocar o rapaz para ele me foder . Este rapaz tem 19 anos de idade e esta fazendo o tiro de querra no quartel da cidade. Ele sai do quartel toda manha bem cedo e passa em casa ainda com uma farda verde escura para descarregar o esperma dele dentro da minha vagina. Tomo a pílula para não engravidar. Eu e o meu marido estamos dando um tempo para uma gravidez. Este rapaz(prefiro não dizer nomes,inclusive o do meu marido, Jonas e nome fictício,morro de medo e ficar falada na cidade), vai para o quartel bem cedo, tipo as 4,30 da manha e sai as 7,30. Por isso ele passa em casa para me dar uma foda enquanto meu marido fica assistindo, com o pau meio mucho dele batendo punheta até gozar. Acho que não poderia estar tendo uma vida melhor que esta. Receber um jovem vigoroso,fardado do exercito e com um caralho super gostoso me fodendo quase todos os dias e meu marido saber e aprovar, e depois que o jovem vai embora, o meu marido me cheira a boceta e me chupa toda até engolir boa parte da porra que escorre para fora. Já chequei a pensar que o meu marido seja viado,porem ele me jura que não e eu nunca o vi com homem e nem tem interesse. Ele só gosta de se masturbar enguanto o XXX me dá estocadas na boceta deitada ou no sofá da sala ou mesmo na nossa cama e se satisfaz em se masturbar e depois me lamber o esperma da gozada na minha boceta. O jovem raramente me fode no cu, ele gosta bastante de deitar no meio das minhas pernas bem abertas e ficar socando o pau dele bem rápido e bem fundo ate esporrar dentro de mim.Ninguem desconfia de nada sobre nos,nem na nossa rua nem na cidade. Eu e meu marido pedimos ao jovem rapaz o maior segredo a nosso respeito. Todo mundo acha que o meu marido e ele são amigões e vivem no computador jogando games.Eu achava que meu marido iria enjoar de me chupar tanto como ele faz, mas me enganei e ele gosta tanto de fazer isso que quando ele percebe que o rapaz não gozou muito esperma, ele até reclama. Notei que o Jonas não deixa o rapaz saber que ele me chupa a boceta depois que ele goza em mim. Enquanto o rapaz ta em cima de mim me fodendo ele fica do lado assistindo e se masturbando. So depois que o jovem vai embora, ele vem com a boca no meio das minhas pernas e fica me cheirando e passando a língua bem dentro até o fundo. Em resumo, o meu dia esta mais ou menos assim: De manha antes de tomar um banho para ir trabalhar, levo uma boa,vigorosa e gostosa foda do jovem militar,depois o meu marido(após gozar se masturbando enquanto assiste tudo)vem me chupar a boceta esporrada. No final da tarde pego carona com o meu colega e vou até o apartamento dele no centro da cidade(ele é jovem e solteiro) e levo uma segunda foda,normalmente desta vez no anus(ele gosta mais de me comer no cu),volto para casa com o meu cu meio aberto e ressentido de levar rola grossa e duro por um bom tempo e com uma certa vontade de ir ao banheiro fazer coco. Acho que se deve ao efeito do esperma dentro do intestino. Chego em casa e vou ao banheiro soltar a porra enquanto meu marido fica por perto ouvindo eu dizer : “ amor.... levei uma puta esporrada dentro do cu hoje... to sentindo ele todo aberto e tá até ardendo um pouco...” Meu marido é um amor... Depois que eu tomo um banho, vou para o quarto ,me deito de bruços abrindo a bunda com as mãos enquanto ele passa uma pomada para o meu cu se recuperar e eu poder levar rola de novo no dia seguinte. A conclusão que eu chego é que todo corno manso tem a putinha que merece em casa. Agora não consigo mais voltar atrás. Se eu gosto de um cara e ele demonstra interesse por mim, eu dou mesmo sem dó nem culpa. A única coisa que ainda não podemos fazer e eu levar os meus comedores para casa(exceto o jovem militar que frequenta nossa casa já a um bom tempo) para não dar na cara o que rola e ficarmos famosos na cidade. Estamos planejando alguns encontros de casais pela internet e marcarmos encontros em cidades próximos, onde ninguém nos conhece. Aviso às mulheres leitoras destes fatos, cuidado que levar rola de homens diferentes e quase diariamente vicia e a boceta e o cu vão ficar acostumados e querer sempre mais. Se você não tiver um corninho manso que te ama e apoia, melhor não começar,pois caso contrário será um passo dado para se tornar uma puta. Sou ainda jovem(26 anos) e já estou com uma boa experiência de vida. Sou descendente de alemães,sou loira bem clarinha,com a pele meia avermelhada, e baixinha(1,59m),falsa magra. Voces devem estar se perguntando se meu marido não me come também. Claro que sim, porem com uma freguencia não muito grande. Ele dá em media uma foda por mês. O pau dele fica duro com bastante facilidade quando me vê dando para outro. Caso contrario, parece que o pau dele tem dificuldade para endurecer. As vezes eu masturbo ele até fazer ele gozar, so que alem de demorar bastante, eu preciso ficar falando coisas do tipo que estou com a boceta toda larga de levar a rola grande e dura de um cara que conheci hoje, etc... Por falar nisso, entrou um negão enorme na empresa no mês retrasado e já estou a alguns dias chupando o pau dele no meu intervalo da tarde no almoxarifado da empresa. Ele cuida do material de expedição e reservo uns vinte minutos do horário do meu descanso e dou uma passada lá e ele rapidamente me puxa pra trás do balcão, Poe a picona dele pra fora do uniforme e eu mamo gostoso até tirar o leite dele todo. Já ta fazendo umas três semanas que eu engulo o leite grosso dele todo dia. Quando ele me vê chegando ele diz: “ vem cá minha putinha casada... Vem mama o leite do negão... vem... galega safada... bebe tudo que vai te fazer bem...” Eu chego olhando para ver se ninguém me vê entrar na sala do almoxarifado(parece uma gaiola de madeira no canto de uma sala bem grande). Esse negão e bem alto e forte e bem negro mesmo(quase azul de tão negro).Normalmente ele está suado e esta sempre vestido de um macacão azul escuro com botões na frente toda. Não vem ao caso eu contar detalhes de como tudo começou,porem assim que eu entro na sala, ele já abre os botões do uniforme na altura do pau, Poe tudo pra fora inclusive o saco todo,que diga-se de passagem, são o par de bolas de saco de homem maiores que eu já vi ate hoje na minha vida. Eu ate sinto cheiro de suor e urina no pau Dele mas isso até me da mais tesão ainda.Chupo a pirocona e o saco todo dele sem medo de ser feliz. Faço ate uns barulhos de estalo quando ponho a bola do saco dele todinha dentro da boca. To doida de vontade de levar a pica dele na boceta ou até no cu também(apesar que no cu vai doer pra caralho,pois o bicho é bem grande e grosso). Aqui na empresa não tem condições dele me comer.Ele já sabe sobre o meu marido e estou pensando em arrumar um jeito dele ir em casa no final de semana. Contei pro Jonas sobre esse meu novo colega da empresa e ele achou o máximo me ver sendo fodida por um negão bem dotado.Contei pro Jonas que tenho bebido o esperma dele depois de fazer boquete nele, o Jonas ficou meio surpreso e me respondeu que eu estava ficando mais vagabunda do que ele imaginava que eu poderia vir a ser. Ele não vê a hora de marcarmos. Ele é casado e me disse que vai ter de arrumar um jeito de sair fora de casa no final de semana sem a mulher dele desconfiar de algo. Semana passada aconteceu algo enquanto eu mamava o negão no almoxarifado que eu mesma me surpreendi comigo mesma. Num determinado momento o negão estava doidinho de tesão quase a ponto de gozar, eu apertou a cabeça do pau para segurar o gozo, virou de costas para mim e abriu a bunda com as mãos e falou: “lambe meu cu... vagabunda...passa a língua nele... Sente o gosto de merda do meu cu... sente... Depois eu te dou o meu leite na boca...” Eu fiquei meia que sem reação e sem saber o que fazer durante uns cinco segundos olhando aquela bunda aberta na minha frente. Só que timidamente encostei a minha língua no cu dele e quando me dei por mim, estava chupando o cu do negao e passando a minha língua de cima a baixo com gosto e me dando o maior tesão. Agora já estou fazendo isso direto e reto, percebi que depois que dou umas chupadas e passo minha língua no anus dele, os jatos de esperma vem em maior quantidade dentro da minha boca. #9 - 12-12-2015 - 06:36 AM por Adriana Schubber - reportar abuso
Então minhas lindas Não sei se é verdade ou se é mentira esses contos só sei que eu estou numa punheta desgraçada kkkk só sei que eu estou adorando essas histórias sobre fisting anal consolos e introdução de objetos e vegetais em seus buracos kkkk por isso minhas coisas fofas continue postando suas histórias para eu e outras pessoas puderem ler e se masturbar ou outras coisas e que nem eu kkkk por favor comentem comentem comentem eu infelizmente não tenho histórias legais para contar até porque minha veinha já não aguenta mais a pressão kkkk um beijo minhas lindas#10 - 28-11-2015 - 06:17 AM por Jefferson punheteiro - reportar abuso

Coloque aqui o Seu Comentário sobre este conto:

Seu Nome:

Comentário:

Código anti-spam:      (reescreva o código à esquerda)