neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   


sou casada e sou viciada em dar o cú


sou casada e sou viciada em dar o cú




dilan publicou o seguinte:

...


Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 94125 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Safado Gostoso
Eu confesso que a uns dois anos atrás, comecei a trocar olhares com um homem mesmo sendo noiva e sen...

Publicado em 29 January 2015 | 4:36 am
Confissão: confuso
Eu confesso que sinto desejos suicidas e homicidas a qualquer desgaste emocional. sofro crises ines...

Publicado em 29 January 2015 | 4:35 am


E agora... O conto de gildeci :

eu sou uma mulher casada devidamente comportada, sou executiva, tenho 29 anos, morena clara,165mt,65 kg, chamada gostosa, porem sempre fui muito comportada, casei direitinho com 0 1 namorado .
ninguem imagina como sou uma puta na cama e sou viciada em dar um cuzinho, vou descrever para voces a primeira vez que eu dei o meu rabinho e foi delicioso, foi assim fui para uma fazenda de uma tia do mu esposo nas ferias da faculdade juntamos as ferias e conseguirmos ir junto, logo no 1 dia senti que iria ser 15 dias diferentes em minha vida estavamos casados a 6 anos e estava dificil o relacionamente estavamos precisando de uma renovada sabe, a noite não tinha energia então tomavamos benho nunha cachoeira ali perto no 2 dia de banhos eu o ataquei e chupei o pau dele até fazer ele gozar e então pensei poderia surgie de min esse pedido, e disse a ele amanhã é sou vez de me surpreender, eu ja estava querendo dar e ele tambem queria mais ele tinha medo da minha reação, por ser 1 namorado garota de familia essas coisas, e os dias ian passando e ficava naquele desejo sempre, quando fomos para o próximo banho a noite na cacheira ele falou, quero algo que nunca me deu, e eu disse o que: "na verdade eu queria que ele pedisse ere um fetiche meu" ele falou as palavras deliciosas " quero comer todo o seu cuzinho hoje"
EU IMEDIATAMENTE FIQUEI DE QUATRO E ELE MIN LAMBEO POR CERCA DE MEIA HORA E ME MASTURBOU E LOGO DEPOIS DEU DUAS CUSPIDAS NO MEU RABINHO E METEO COM FORÇA, NUNCA SENTI UMA DOR TÃO GOSTOSA ANTES,
e depoes desse dia todos os dias que retavam de ferias eu dei o cuzinho tinha dias que ere duas, tres vezes seguidas e dai fiquei viciada em dar o cu, se eu não fizer eu não fico satisfeita sou uma puta sedenta por dar o cu sempre!!!!!!!!!!!!!!!



#3429 Comentários - 23-10-2010 - 12:20 AM por gildeci - Fetiches - Confirmo, É EXCITANTE (97) - Nota negativa! (21)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.
Acho que voces devem lembrar de um outro comentário meu sobre a vinda do irmão do meu chefe do interior para visitá-lo em sua casa. Pois ,havia feito uma suposição de que talvez este irmão do meu chefe fosse também querer me foder. Não deu outra. Levei rola dos dois a semana inteira em que ele esteve aqui. Com um detalhe , ao mesmo tempo(virei recheio de sanduíche entre dois homens). Foi assim: O irmão do meu chefe chegou no sábado.Na segunda feira fizemos nossa rotina usual(eu e meu chefe). De manhã fiz um boquete no meu chefe ,tomei a minha dose de proteína da manhã(engoli seu esperma),trabalhamos durante a tarde. Por volta das 3:00hs ,meu chefe me puxou para a cozinha para mais um boquete(tomei minha segunda dose de esperma). Em torno das 18:00, quando iniciamos os preparativos para fechar a loja, meu anus começa a piscar de tesão(sei que dali a pouco vou levar o pauzão do meu chefe no cu).Na segunda-feira ,meu tesão de sentir o pauzão do meu chefe no meu cu fica maior, pois ficamos o sabado e o domingo sem nos vermos.Obs: meu marido me fode nos finais de semana(não todos) porém não com o mesmo vigor e tamanho de pau do meu chefe. Como sempre,após fecharmos tudo,ligamos o som,e vamos para a pequena cozinha. Desta vez , meu chefe disse que seu irmão viria nos visitar na loja após o expediente de trabalho para não atrapalhar em nada.Pediu-me para ficar com os olhos vendados e que teria uma surpresa para me mostrar. Pensei comigo, aí tem... Ele e o irmão tão aprontando alguma... Não deu outra.... Como sempre , meu chefe me apoiou na mesinha, levantou meu vestido,tirou a minha calcinha totalmente fora(pos em cima da mesa).Neste momento eu já estava com os olhos vendados com um pano amarrado na parte de trás da cabeça.Passou cuspe com os dedos no meu cu,posicionou a caralhão na entrada do meu cu e com força enterrou tudo de uma vez só. Nessa primeira enfiada do seu pau no meu cu com força e rápido, sinto uma fisgada de dor e um preenchimento que dói um pouco mas é gostoso e me dá prazer. Com o pauzão do meu chefe todo enfiado no meu cu(eu sinto o seu saco encostado na minha buceta), eu ponho minhas mãos para trás ,segurando suas pernas, forçando-o a ficar colado em mim e digo a ele: “aiii... fica assim parado um pouco...espera meu cu acostumar e relaxar um pouco...” Depois ele começa a movimentar o pau dentro do meu cu(pondo e tirando,no começo divagar e depois dando estocadas fortes e rápidas).Em seguida , meu chefe veste o pau com a tal capa de borracha(vide outro comentário meu para saber do que se trata) e volta a me martelar o cu com força e rápido(tipo uma maguina de socar, ta..ta..ta...ta..ta..).Neste ponto, meu cu já ta todo frouxo e arrombado(eu faço força para fecha-lo mas o músculo não atende muito) , minha buceta encharcada e toda melada de minha lubrificação(chega a escorrer uma baba). De repente ouço um barulho no portão de entrada lateral da loja e alquém se aproximava. Meu chefe (com o seu pau encapado da camisinha de borracha todo enfiado no meu cu) me segura pelas pernas com minhas costas apoiadas em seu peito e me suspende com as pernas totalmente abertas espondo a minha buceta totalmente aberta. Meu chefe fala para o seu irmão que acabara de adentrar a pequena cozinha: “ o mano.... vem participar também...” eu: “ah... não ... O que vocês vão fazer...” Meu chefe: fica tranqüila... Você vai gostar...” Comecei a ouvir barulho do irmão do meu chefe tirando a roupa( eu continuava com os olhos vendados). Enquanto isso meu chefe ficava pondo e tirando o pau do meu cu e girando ele lá dentro. De repente senti o pau do irmão do meu chefe todo dentro da minha buceta. Entrou bem fácil, pois eu estava bastante lubrificada na buceta. Não consigo descrever em palavras o que se sente sendo invadida por dois paus ao mesmo tempo. Só as mulheres que já passaram por esta experiência conseguem avaliar e saber como é. Posso dizer que é diferente e mais intenso. Enquanto meu chefe me segurava e me apoiava com as pernas abertas, o seu irmão me comia na buceta. Senti o seu pau ir até mais fundo do que o do meu chefe(só depois pude constatar que o irmão do meu chefe é um pouco mais alto, magro, bastante peludo no corpo todo,e o seu pau maior, um pouco mais fino, mais cabeçudo e um pouco curvado para a esquerda).Levei a rola cabeçuda do irmão do meu chefe na buceta , batendo forte no fundo do meu útero por bem uns quinze a vinte minutos. Depois ele gozou e me encheu a buceta com seu esperma. Só então me tirou a venda dos olhos ,me comprimentou com um sorriso, vestiu-se ,despediu-se do meu chefe e foi embora. Meu chefe me posicionou sobre a mesinha, tirou a capa de borracha do pau e voltou a me comer o cu com bastante rapidez e esporrou um monte de porra dentro do meu cu. Pus a calcinha dentro de minha bolsa, fui até o banheiro ,passei um pedaço de papel higiênico na buceta(estava tão aberta e molhada de esperma que na hora que passei o papel , o papel e três dedos entraram fundo). Passei pelo meu chefe, falei um tchau e fui embora (sem calcinha, pois o esperma estava descendo e iria melecar tudo). Pelo caminho fui pensando sobre o ocorrido. Era um misto de sentimento de satisfação e prazer por viver uma experiência nova e prazeirosa e ao mesmo tempo uma certa culpa de estar sendo usada como uma puta pelo meu chefe e agora também pelo seu irmão.Passei na farmácia ,comprei uma cartela de pílula, pois imaginei que seria comida na buceta pelo irmão do meu chefe a semana inteira(não deu outra).Fui pelo meu trajeto até em casa(duas quadras) segurando e fazendo força para fechar o cu, senão eu iria soltar um monte de esperma pelo anus,manchando o vestido, e pela buceta também começou a escorrer o esperma que estava no fundo.Apertei o passo para chegar logo em casa e me limpar. Repetimos o acima descrito a semana inteira que o irmão do meu chefe esteve aqui. Ele foi embora e disse que voltará com mais freqüência para matar saudades. Depois de sentir duas rolas ao mesmo tempo(no cu e na buceta) durante uma semana toda, acho que sentirei falta.Para amenizar a vontade, acho que passarei a deixar meu chefe me fuder na buceta revezando com o cu(até hoje ele me comeu na buceta só uma vez, as outras sempre no cu). Vou suspender a pílula só quando meu marido falar em termos filhos.Por enquanto não quero abrir mão do prazer de sentir o caralho grande e gostoso do meu chefe ,no cu e a partir de agora na buceta também, e voltar para casa com seu esperma depositado em meus buracos. Meu marido só me procura para sexo nos finais de semana, por isso, após levar rola grande e grossa de dois homens ao mesmo tempo durante a semana inteira, tive que inventar dores de cabeça e indisposição o final de semana todo, pois , com certeza meu marido iria perceber o estrago que ficou na minha buceta e no meu cu. No cu eu até já estava acostumada(meu chefe usa meu cu todos os dias),mas levar rola na buceta (rápido e um pauzão cabeçudo que bate com força no fundo ) durante a semana toda,fiquei com a racha larga,inchada e dolorida. Nos dois últimos dias(quinta e sexta),a minha buceta já ardia que quase eu não aguentava mais(acho que esfolou um pouco). #1 - 29-01-2015 - 05:35 AM por Celia - reportar abuso
OLA muito bom as comfidencias das casadas que tem tesão no cú;; mas élas não toman a desisão eu quero comer um cúzinho de mulher pode ser casada ou não.;;;; sou de Curitiba pr. iuzektopa@hotmail.com#2 - 26-01-2015 - 03:10 PM por iuzek - reportar abuso
A pratica do coito anal e verdadeiro so nimguem adimite!#3 - 25-01-2015 - 10:48 AM por andressa - reportar abuso
Sou casada e tambem adoro levar rola no cu. Somos do interior paulista(uma cidade média 80.000 habitantes) . Região com bastante citricultura. Em casa somos em quatro(marido, dois filhos que estudam fora) e recentemente( á quatro meses) temos a presença de um estudante de intercambio proveniente dos Estados Unidos. Ele é um jovem de 17 anos, de 1,92 m, estuda no colégio da cidade e pratica basket no clube . Ele vai ao colégio na parte da manhã, a tarde vai ao clube jogar basket e à noite descança em seu quarto(estudando,assistindo TV,etc). Uns dias atrás me aproximei da porta do seu quarto que estava apenas encontada e com uma abertura de uns quatro dedos eu o surpreendi se masturbando. Ele estava deitado na cama com o shorts abaixado e com um penis enorme apontando para cima. Fiquei paralisada olhando aquele cacete enorme balançando com o movimento da sua mão.Era um final de tarde ,ele acabara de voltar do treino no clube e eu estava sozinha em casa com ele. Ele percebeu minha presença atrás da porta ,levantou-se rapidamente e me flagrou paralisada na porta sem saber o que dizer ou fazer. Ele me puxou para dentro do quarto ,pegou minha mão e a pos em cima do seu pau. Senti na minha mão o seu pau bastante duro, quente,pulsando. Comecei a punheta-lo. Depois chupei-o também. Em seguida ele abriu a gaveta de sua escrivaninha e apanhou uma camisinha,me posicionou de quatro na cama, levantou meu vestido, abaixou minha calcinha e enfiou o seu penis na minha buceta. Batia no fundo, o seu pau entrava até a metade . Depois de um tempo , ele posicionou o seu pau em meu cu, eu não fiz objeção(já fiz anal com meu marido ,ultimamente não muito), ele então começou a me comer o cu e desta vez ele enfiava o penis até o fundo . O garoto tem muito fogo. Já virou hábito. Todas as tardes fico contando os minutos para que ele retorne do treino e então vou até o seu quarto para levar uma gostosa foda de rola grande no cu.Meus filhos fazem faculdade e moram fora.O marido chega em casa tarde(depois das 8 da noite). Ele administra uma concessionária de automóveis na cidade. Às vezes ele viaja e passa uns dois dias fora para buscar ou entregar algum veículo em outra cidade. Pedi ao jovem para fazer um teste anti-aids para que possamos ter relações sem preocupações. Ele me come o cu todas as tardes e goza dentro . Todas as noites ,quando o marido chega, estou no sofá da sala assistindo novela , com o cu largo e cheio de porra do garoto americano.Ele me fode com força e rápido que fico toda aberta no cu. Nem me preocupo com o marido perceber,pois ele já a um bom tempo não me procura para sexo. Eu que quando quero ter relações com ele(marido),me ensinuo e crio um clima. O jovem estudante ficará por aqui por mais uns oito meses (do total de um ano). Vou aproveitar e levar gostoso no meu cu todo esse tempo. Além de me satisfazer,to adiantando o lado do jovem que pra não ficar mais na punheta, soca o seu pauzão na minha bunda e descarrega as bolas(solta o esperma). Ando me sentindo mais jovem e feliz.... #4 - 18-01-2015 - 06:29 AM por Tamara - reportar abuso
Andei lendo alguns dos comentários neste site e notei que algumas pessoas se abrem livremente e contam suas experiências pessoais. Alguns parecem até ser um desabafo . No meu caso será um pouco isso. Sou uma moça solteira, cabelos ruivos, pele com algumas sardas, moro sozinha, sou secretaria de uma Dentista. Sou um pouco tímida, 23 anos de idade, no momento não tenho namorado(mas já tive no passado). Me dá bastante tesão e prazer sentir minha vagina bastante aberta(gosto de chegar ao limite de abertura) e gosto de sentir dor nela. Já fiz sexo anal no passado, mas não curto muito. Quando retorno do trabalho por volta das 18:00 hs,me masturbo com objetos na buceta. No meu quarto tenho uma cama que tem nas extremidades umas bolas de madeira do tamanho de uma laranja. As que ficam próximas à parede são um pouco maiores. Amarro uma toalha na base desta bola de madeira e após passar um lubrificante na minha buceta, começo a sentar em cima desta pelota de madeira. Nas primeiras metidas, a bola entra rasgando, dói gostoso,depois de tanto por e tirar a bola na buceta, ela ficar super larga e aberta. Quanto mais eu judio da minha buceta e sinto dor nela, mais me dá tesão. Depois vou ao banheiro ,pego um espelhinho ,sento me em uma cadeira grande de plástico branca, abro minhas pernas e fico observando a abertura da minha buceta com o espelho.Passo na minha mão e na entrada da vagina e começo a enfiar minha mão toda dentro da vagina. Fico fazendo movimentos rápidos de por e tirar a mão dentro dela. As vezes paro para observar novamente com o espelho(gosto de ver o buraco da minha vagina ficar maior ,vermelho e carnudo). Volto a enfiar minha mão novamente até doer e começar a arder um pouco. Abro o chuveiro ,encho uma garrafinha de Doli(refrigerante 600ml) com água morna e introduzo na vagina.Visto uma calcinha para segurar e vou para a sala assistir Tv(noticiário,novela). As vezes tiro a garrafinha e enfiou a minha mão novamente. Fico repetindo isso até ficar com a buceta dolorida.Vou então tomar um banho e enfio a mangueirinha dentro da buceta e deixo escorrer água quente. No dia seguinte,sentada na cadeira da minha mesinha,atendente os clientes e o telefone, sinto a buceta um pouco dolorida. Isso me dá bastante tesão. A minha chefe(a dentista) é uma galega(alemã) grandona bem alta. As vezes ela se aproxima de mim,usando uma luva sirurgica branca ,eu fico observando a sua mão que é bem grande. As mãos dela ,alem de serem grandes, ela tem as unhas curtas. Fico imaginando ela colocando a sua maozona grande dentro da minha buceta. Com certeza ela deixaria a minha buceta bem arrombada e dolorida.Do jeito que eu gosto. Moro de vontade de me abrir com ela mas não tenho coragem.Nunca contei este meu segredo para ninguém. Só o meu ginecologista já viu que a minha buceta é bem grande e larga.Por ser bem discreto ele nunca me questionou nada(ele é oriental). Gosto de homens, porém só o penis na minha buceta é pouco. Preciso , para sentir prazer, que as paredes da minha vagina se estiquem bastante, e que eu sinta dor. Tenho em casa um pau de pilão que eu trouxe do interior dado pela minha falecida avó. É um socador de pilão de tamanho grande, em que o mesmo tem na extremidade que se segura para bater, duas bolas sendo uma pequena um pouco maior do que a bola da beirada da minha cama e uma outra seguinte um pouco maior. Estou tentando fazer a bola maior entrar na minha buceta. Por enquanto ainda não passou. Encaixo o pau do pilão posicionando a bola da ponta na entrada da buceta (antes passo um óleo) ,me apoio em uma estante da sala, e após a bola entrar fico com os pés no ar suspensa acima do chão pelo pau do pilão , forçando para baixo e tentando fazer a bola maior entrar também. Dói bastante fazer isso,mas me dá prazer e eu gosto.Quando a segunda bola entrar, vou ficar com a entrada da minha vagina bastante aberta e esticada e talvez tenha em meta algo um pouco maior. Desde a adolescência, durante as minhas masturbações, eu introduzia objetos na buceta. No início eram menores,tipo frasco de shampo, desodorante, cabo de escova de cabelo, depois de um tempo comecei a aumentar o tamanho e largura dos objetos(aumentava o tamanho dos objetos e o prazer também aumentava). Acho que já estou chegando no limite de minha abertura máxima,e a hora que a bola grande do pilão entrar, acho que vou parar por ai , pois se eu tentar algo maior, poderei rasgar a pele da entrada da minha vagina. As vezes vejo pela internet vídeos eróticos em que as mulheres recebem a mão de um homem na buceta(fisting),fico morrendo de vontade e tesão de fazer o mesmo , mas não tenho coragem. Acho que seria fácil para mim ser fodida assim com força,rápido e durante bastante tempo. Ficaria com a buceta do jeito que mais gosto. Bem larga, aberta e dolorida. Procuro praticar minha dilatação em casa sozinha, porém uma vez não agüentei de tesão e vontade e durante o dia no consultório, fui no banheiro e introduzi na xotona uma mini dolinha e passei a tarde toda com ela lá dentro. É gostosa a sensação de você estar com um objeto enfiado na buceta e fazer as coisas normalmente, falar com as pessoas, etc, e ninguém perceber ou saber de nada. Voce fica pensando , que a pessoa nem imagina o que você ta fazendo. #5 - 17-01-2015 - 02:25 PM por Silvana - reportar abuso
Sou casada,tenho marido, dois filhos(um casal)e passo a maior parte do dia sozinha em casa(sou dona de casa). O marido sai cedo para o trabalho, os filhos fazem faculdade e passam o dia fora de casa. Só a noite que nos encontramos. Conforme li os comentários sobre as mulheres que tem prazer no anus, também sou uma delas. Porém não traio o meu marido(sou fiel e sempre serei). O que gosto e me dá prazer é introduzir objetos no anus. Sempre que vou ao mercado ou à feira, escolho os vegetais com o formato e diâmetro apropriado para enfiar no anus(pepinos, beringelas, mandiocas,cenouras). Gosto de fazer as atividades domésticas com algum vegetal enfiado em meu cu(diga-se cuzão,pois de tanto tempo fazendo isso, ele já dilatou um bom tanto). Primeiro faço um preparo,visto uma camisinha no vegetal em questão, lubrifico bem meu anus com hidratante liguido(escorrega e cheira bem). Tiro a calcinha,levanto meu vestido, apoio o vegetal em uma estante da sala e forço a entrada no anus. A primeira vez que entra é um pouco mais difícil e as vezes dói um pouco. Depois que entrou começo a sentir o cu todo preenchido e dá um tesão gostoso. Começo então a caminhar pela casa e fazer a arrumação e limpeza do dia. De vez em quando ,bato uma siririca (a buceta fica molhada e também fico com vontade de meter algo nela,já tentei mas com um vegetal grande enfiado no cu, o canal da vagina fica apertado e tenho que fazer um de cada vez). Vou para a pia da cozinha lavar as loucas e fico sentindo o cu começar a ficar dilatado e a picar com freqüência. Avalio se o cu já relaxou bastante apoiando o vegetal com a mão e fazendo força para cagá-lo. Quando estou consequindo espelir o vegetal só forçando para fora com o anus, é porque o cu já está bem frouxo e dilatado. Volto na beirada da estante da sala para apoiar o vegetal e fico pondo e tirando o vegetal bem rápido(sentando em cima ,pondo e tirando de dentro do cu). Depois de repetir estas etapas várias vezes durante o dia, chega um momento que o cu já afrouxou tanto e dilatou a ponto de não segurar mais sozinho o vegetal lá dentro do cu. Preciso vestir uma calcinha para segura-lo no lugar. Com o cu já bastante satisfeito, chega o momento de dar prazer à buceta. Faço uma higiene no anus , quardo tudo,escolho um outro vetetal mais compatível com a buceta(mais longo e não tão grosso, para o cu gosto dos mais grossos),visto outra camizinha ,sento-me na beirada da cama, e começo a introduzi-lo na vagina(no começo devagar ,depois rápido e com força). Na vagina tenho preferência por salame,tubo de mortadela ou linguiça(dá uma sensação mais próxima a um penis de verdade). Depois de deixar meu cu e minha buceta bem satisfeitos,pego os vegetais,salame,lingüiça,etc,e faço uma comidinha com eles para a noite servir o marido e os filhos. Meu marido já sabe de tudo isso. Palavras dele: “Prefiro que você se satisfaça desta forma a me botar chifres....” #6 - 16-01-2015 - 07:50 AM por Marisa - reportar abuso
Helena.... Sou uma mulher casada,morena,1.58m,62 kg,cabelos pretos,encaracolados até a altura dos ombros,considerada bonita. Também gosto de sexo anal,porém pratico só com o meu marido. Sou bissexual,ou seja, gosto de homens(em especial meu próprio marido),porém também gosto e tenho tesão por mulheres. Tenho uma franquia no ramo de salão de beleza feminina, o que me possibilita ter contato diário com muitas e belas mulheres. Antes de me casar, tive alguns relacionamentos com homens e também com mulheres. No momento estou com uma namorada(a conheci mais intimamente através de uma depilação intima). Ela também é casada e tem uma cabeça bastante liberal, o que ajuda bastante.Nosso primeiro encontro ocorreu em um final de tarde em que minha funcionária já tinha ido embora e ficamos apenas eu e ela no salão. Fisicamente ela tem uma certa semelhança a mim, a menos de ser um pouco mais cheinha(sem ser gorda) e cabelos lisos e curtos(estilo francesa).Ela é bem branquinha. Ela já havia feito as unhas e me encarreguei de prove-la de uma depilação . Temos o método com cera quente e com o aparelho de corte de pelos. Ela pediu o segundo. Perguntei se ela queria fazer uso da maca ou da cadeira. Ela preferiu a cadeira que fica dentro do salão,a maca fica em outro ambiente. A maca também é utilizada para massagens. A cadeira possui regulagem de inclinação e os braços servem de apoio às pernas. A mulher senta-se nesta cadeira, em cima de uma toalha,com as pernas bem abertas apoiadas nos braços desta poltrona. Neste momento vi que ela não depilava a algum tempo(estava com a buceta bastante coberta por pelos). Não dava nem para ver muito bem a entrada da vagina. À medida que a depilação avançava, eu falava para ela: “a sua buceta é muito bonita... seu marido deve gosta de chupa-la...” Ela disse: “que nada... acho que ele tem nojo... ele quase nunca põe a boca nela...” Eu: “ a que desperdício... eu chuparia a sua buceta com gosto...” Ela: “você gosta... se quiser fica a vontade...” Terminei a depilação, passei uma toalhinha úmida sobre a buceta dela, desci da cadeira em que eu estava sentada,me posicionei com o meu rosto bem próximo da sua buceta e segurando as pernas dela com as minhas mãos comecei a chupá-la. Uma das bucetas mais gostosas que chupei até hoje. Eu corria a minha língua de baixo para cima, de cima para baixo, enfiava minha língua dentro. O grelinho dela cresceu rapidamente. Comecei a morde-lo suavemente. Ela , com a mão apoiada na minha cabeça, dizia: “aaaiii.... que delicia... como você chupa gostoso...” Recebi o seu gozo na minha boca por duas vezes neste dia. Depois deste dia, começamos a namorar e ter encontros íntimos. Hoje temos um relacionamento total que envolve ,além de nos chuparmos mutuamente(ela também passou a lamber minha buceta),aprendemos a prática do fisting(introduzir a mão dentro da vagina). Eu sinto o interior da sua vagina com a minha mão e ela o interior da minha vagina com a mão dela. A nossa posição preferida é em pé uma ao lado da outra e de frente.Após passarmos bastante lubrificante nas nossas mãos e nas nossas vaginas, eu prefiro utilizar minha mão esquerda e ela a direita, começamos então a massagear nossas bucetas com os dedos gradativamente aumentando a introdução dos dedos dentro . Em certo momento as duas estão com nossas mãos dentro das vaginas(a minha mão esquerda dentro da buceta dela e ela com a mão direita dentro da minha buceta). A partir daí começamos a nos comer com as mãos. Fazemos movimentos de girar a mão dentro e movimentos de por e tirar(meter até o fundo e puxar até a entrada da vagina).Para as mulheres que nunca fizeram desta forma, eu recomendo,pois é muito prazeiroso você sentir o interior da vagina da sua companheira(o calor ,a umidade e a pressão que os músculos fazem na nossa mão). O bom desta posição é que podemos acariciar nossos seios e nos beijarmos. Nos chupamos bastante no 69 e colamos bastante velcro(buceta com buceta raspando uma na outra) Nossos maridos nem desconfiam de nada. Alias , o nosso relacionamento é totalmente sigiloso. A única coisa que dá bandeira é o fato de que após nossos encontros, as nossas vaginas ficam mais largas e abertas. Como nossos maridos não estão muito ligados em nossas bucetas(o meu gosta mais de me fuder o cu de quatro) e o dela nem a chupa(sexo oral), dificilmente perceberão que nossas bucetas estão maiores(não é toda vez que fazemos o fisting, porém quando o praticamos, com certeza ficamos com nossas bucetas maiores,bem mais largas e arrombadas). Estamos pensando em ensinar e pedir a nossos maridos para enfiar a mão deles em nossas bucetas, pois assim ficaremos tranqüilas de não sermos descobertas ,além de sentir uma mão maior e que irá abrir nossas vaginas um pouco mais. #7 - 16-01-2015 - 06:49 AM por Helena - reportar abuso
Oi gente... Ontem me aconteceu algo bastante desagradável, e outra prazeirosa. Acho que é por causa da tal capa de borracha que o meu chefe inventou de usar em mim(ou melhor no seu pau). Sempre , quando ele está me comendo no cu, sinto uma sensação de vontade de cagar. Raramente sai fezes de verdade( tomo um pouco de laxante suave e faço limpeza com a mangueirinha do chuveiro no dia anterior ). Ontem , após ele bombar no meu cu durante bastante tempo, como sempre eu já estava com vontade de cagar, ele vestiu o pau com a camisinha de borracha e continuou a me foder no cu. Eu já to aquentando ele bombar o pau com a capa de borracha com força e rápido(ta,ta,ta,ta) so que além de ficar bem mais grosso(abrir mais meu cu) as tais bolinhas mexem com o meu intestino e essa vontade de cagar fica maior. Conclusão , de repente olho para o chão, e no meio das minhas pernas vejo manchas de merda liguida(liguido marrom). Pedi para meu chefe interromper um pouco: “ Ai..Ai... para um pouco... to cagando...” Meu chefe tirou o seu pau de dentro do meu anus , me virei e vi o seu pau todo marrom de merda. Corri em direção ao banheiro , escorrendo merda liguida pelo caminho, entrei sob o chuveiro e me lavei. Enquanto isso meu chefe limpava a lambança na cozinha. Voltei e ele queria continuar, com o que não concordei. Ele então falou: “Eu quero terminar e gozar... então vai na buceta mesmo...” Não respondi de imediato e fiquei pensando um pouco. Não tomo pílula e estava em dias férteis,além do que , não sei se toda mulher pensa assim, mas a sensação de culpa de traição com o sexo vaginal parece ser maior. Nunca havia feito sexo vaginal com o meu chefe antes. Seria a primeira vez. Então respondi: “Tá. Tá bom... só que goza fora ,senão vou ter que tomar a pílula de emergência...” Ele me posicionou na mesinha de frente para ele com as pernas abertas ,posicionou a cabeça do pau na entrada da minha buceta e enfiou tudo de uma vez. Senti o volume e a pressão(uma sensação gostosa de preenchimento na buceta). Ele deu algumas bombadas, mas a mesinha começou a balançar muito e a altura também não estava favorável. Me levou então para a pia. Colocou uma toalha sobre a pedra da pia, sentei-me sobre a toalha, apoiei uma das pernas na parede e a outra sobre seu ombro e ele retomou a me estocar a buceta com o seu caralho duro. Foi inevitável eu começar a fazer comparações do pau do meu chefe com o do meu marido. A sensação de levar o pau do meu chefe na buceta estava muito mais gostosa. Além de mais grosso, cabeçudo, e cheio veias, o comprimento nesta posição me proporcionava sentir a cabeça do seu pau bater com pressão no fundo da minha vagina( no útero). Pedi a ele para estocar rápido e com força como quando me fode no cu: “Mete com força e rápido...” Ai meu chefe começou a bombar estocadas vigorosas e rápidas na minha buceta. A cada batida do seu pau no fundo da minha vagina eu tinha a sensação que ia gozar. Então ele parou e disse que ia vestir a capa de borracha. Eu disse: “Não... não.... isso vai me deixa a buceta muito larga, meu marido vai perceber diferença...” Ele disse: “Só um pouco... eu tiro fora logo...” “ Então ta... por pouco tempo heim...” O pior que estava gostoso , fui deixando, deixando, a hora que ele tirou, dei uma olhada na minha buceta pra vê como ficou. Passei o dedo na entrada, tava um buraco só,toda larga e aberta. Fiquei preocupada: “ Nossa... e agora.... Se meu marido me comer hoje e ver esse rombo todo na minha buceta, vou falar o que para ele....” Meu chefe então: “vai fechar logo.... não se preocupe...” Ele tirou então a capa de borracha e continuou a me foder. Comecei a sentir um pouco de arrependimento e dó do meu marido. Um outro homem estava me usando,deixando minha buceta toda arrombada, e eu estava gostando. Uma mistura de sentimentos entre querer, gostar e ao mesmo tempo arrependimento e pena do inocente do meu marido. Depois de me deixar com a buceta vermelha,quente ,dolorida e bem aberta, meu chefe disse: “vo gozar dentro... ta...” Fiquei em silencio um tempo e respondi: “acho melhor não...” Não resistindo a vontade de sentir o seu esperma me molhando toda por dentro,corrigi : “ta bom vai... depois tomo o remédio...” Fui para casa logo em seguida. Pelas duas quadras do meu caminho fui pensando sobre o ocorrido e querendo decidir que não faria novamente desta forma(deixar meu chefe me foder na buceta). Porém estava adorando a sensação na minha vagina. Conforme eu caminhava, as minhas pernas raspavam nos lábios vaginais e eu a sentia um pouco inchada, molhada de esperma e um pouco dolorida e com certeza mais larga e arrombada. Só uma mulher que acabou de ser bem comida por um homem vigoroso e com um caralho grande sabe descrever. Passei na farmácia(comprei a pilula do dia seguinte) e fui para casa com a buceta satisfeita,o pensamento com um pouco de arrependimento e preocupação (em relação ao marido) e me lavar(tirar o esperma de dentro, passei uma pomada hidratante para a buceta recuperar logo, e fiquei torcendo pro marido não querer me usar hoje. #8 - 15-01-2015 - 09:05 AM por Celia - reportar abuso
Lima Andei lendo este site e resolvi fazer uns comentários. Sou técnico de manutenção de maguinas de lavar roupas,secadoras, lava-pratos,etc. Na minha profissão é muito freqüente as clientes marcarem chamados técnicos e estarem em casa sozinhas(o marido no trabalho e os filhos na escola). Já comi muitas... Algumas são bem diretas na abordagem.. Se insinuam ,provocam, algumas aparecem de vestido e abaixam ,mostrando a calcinha em minha direção. Até hoje nunca me ocorreu de dar uma investida e dar errado.Outras são tímidas e neste caso eu ,quando percebo interesse e carência, vou criando ambiente e meios de dar a entender que quero sexo com elas. Com as tímidas demora mais para chegar no ponto certo,porém depois do vamos ver, elas se soltam e são mais quentes que as outras(mais safadas,pedem para fazer ou fazem coisas que ninguém acreditaria). Acho que minha aparência ajuda, sou alto,forte, cabelos curtos, barba curta, magro,porte atlético. Quando tenho um primeiro contato, percebo nelas um olhar de cima em baixo e um sorrisinho. Claro que só dou em cima ou aceito as investidas das bonitas e jovens. Talvez os maridos não estejam dando às esposas a devida atenção, pois estou na profissão a 10 anos e ultimamente tenho percebido as mulheres casadas bastante carentes(mesmo as jovens e bonitas). Confirmo esta carência pela facilidade que elas se entregam à uma investida minha. Ainda sou solteiro,tenho noiva(ela é ciumenta e vive brigando comigo supondo que dou em cima das clientes,o pior é que ela ta certa,mas nunca confirmou nada). Sou um pouco o chamado garanhão comedor. De cada 10 atendimentos, uma média de duas ou três casadinhas gostosas e carentes caem na minha rede. Tem de todo estilo. Umas fazem e se arrependem e não chamam mais. Outras , as maquinas quebram toda semana(sou autônomo, se eu tivesse chefe estaria na rua por receber vários chamados para o mesmo local).Apesar de já saber, chegando no local elas dizem que foi so eu chegar que parou o problema. Nem ponho a mão na maquina, porem na dona de casa ,mando o sarrafo. A conclusão que eu chequei é que a mulherada ta com fome de rola. As solteiras se arrumam. Agora as casadas, me parece que os maridos ,talvez por já ter passado as fases mais glamorosas como namorar,noivar em que tudo é novo e envolve conquista,depois que casam, o interesse parece que diminui. Pelo menos é o que elas me falam: “Meu marido não ta me dando atenção mais...” ou “Meu marido em outras épocas comparecia muito mais...” ou “Ai moço , não me provoca que eu to carente...” Tenho uma tática para testar o tesão e interesse delas. Enquanto estou trabalhando e elas de vez em quando chegam para observar o serviço, fico massageando o meu pau por cima do macacão. Deixo-as perceber o volume do pau duro sob a calça do macacão . Depois disso, de duas uma,ou as vindas delas para ver o serviço aumentam,demonstrando interesse(neste caso ,ela está com tesão, carente e vai ceder a uma investida mais objetiva). Ou , não aparecem mais , e so se aproximam para testar o serviço feito , assinar a O.S. e fazer o pagamento. Para as que demonstram interesse,depois que eu constato uma freqüência de olhares para o meu pau,de repente eu abro o zíper e ponho o pauzão para fora. Neste momento, acontece de tudo. Algumas dão um gritinho e saem correndo, voltando sorrindo dali a pouco. Outras dizem: “Nossa moço... que pauzão... Posso pegar um pouco ...duro e grande assim , tem que por pra fora mesmo...” As que topam e gostam, já se aproximam, pegam no meu pau, fazem elegios, do tipo, “Nossa que grande... como ta duro... “ Ofereço o meu pau para elas chuparem e a partir deste ponto não tem mais volta. Vou enfia meu pau em algum buraco da madame(no cu,na buceta, as vezes nos dois,porem pela grossura a maior parte recusa anal). Até hoje, todas exigiram uso de camisinha(o que concordo). Quando começo a foder uma delas, a buceta ta numa determinada medida e abertura. Quando termino, as medidas são outras. Fico realizado de ver a casadinha sorrindo,satisfeita, com a buceta vermelha e larga de levar minha rola grossa. Até hoje , só conheci duas que só querem levar no cu. Um baixinha, cabelos enrolados(ou encaracolados) até os ombros,peituda, bunduda, com um cu super guloso.Ela aquenta minha rola fácil e ainda pede mais.Ela me contou que ,quando está com muito tesão, quando vai tomar banho, ela passa um shampoo+condicionador no cu, pega uma garrafinha de refrigerante 600ml, enche de água norma do chuveiro, enfia a garrafinha pelo lado do fundo dentro do cu e veste uma calcinha para segurar e fica o banho todo com a garrafinha enfiada no rabo. Não é sem motivo que meu pau(que é grosso) entra nela(com ela é so no cu) com facilidade e ainda quase sobra. Já observei o cuzão dela em detalhes(ela de quatro e eu abrindo a bunda dela com as duas mãos.). Dá para ver uma rodona escura do tamanho de uma maçã, e no centro um corte de uns 4 cms(isso antes de come-la,com o cu ainda fechado). Depois de meter nela bastante, o corte vira um buraco vermelho e aberto dando para ver dentro do intestino. Um dia destes eu fiz a ela um comentário sobre a elasticidade que ela tem no anus e ela me revelou o seguinte: “meu marido, as vezes, enfia a mão dentro dele...” Na hora eu até confirmei: “ o que, ele põe a mão toda ai dentro...” ela respondeu: “é... ele veste uma luva tipo cirúrgica, passa bastante lubrificante na mão e no meu cu e enfia La dentro...isso desde o tempo de namoro.. no começo estranhei.. mas despois acostumei e agora até gosto...” . Não falei nada , mas pensei comigo “ tem gosto para tudo...” A outra casadinha que eu só fodo na bunda, é uma loirinha linda, muito feminina e sensual. Para se ter uma idéia, quando ela me chama ela me recebe na porta do seguinte jeito: vestidinho, decote(seios lindos quase para fora so com a tirinha do vestido cobrindo os) sandalinhas baixas coloridas(com flores e enfeites) , esmalte de cores fortes nas mãos e nos pés(usualmente vermelho,ultimamente azul).Uma voz suave e fininha. Quando ela me chama eu sei que vai rolar, só que ela é tão meiguinha que fico até meio sem jeito de ir atacando. Eu espero ela me instigar e dar umas deixas : “Ah... faz um tempinho que você não aparece... eu já estava com saudades... “ A partir daí eu grudo ela, do uns aperto, beijo, passo as mãos nela toda, fodo ela ali mesmo na sala. Apoio ela na poltrona, levanto o vestido(calcinha ela já nem usa quando me chama), passo o meu pau para lambuza no melado da buceta (que sempre ta bastante lubrificada) e enterro a pica dura na bunda dela de uma vez só. Esse é o jeito que ela gosta. A primeira enterrada ela prefere que seja rápida,com força e enfiando até as bolas. Na frente desta poltrona tem um espelho, e no momento que vou fazer esta primeira enterrada, gosto de ver a espressão no rosto dela. Ela fica meia vesga, franze a testa, estica a boca e dá um grunido dizendo com a voz meia rouca... “ aaiiii.... que delicia ... eu tava precisando sentir isso ... aaiii..... como dói gostoso...” . Nesta primeira estocada, a buceta dela dá uma esquichada de líguido e escorre um filete de baba que fica pendurado.Ela gosta que a coma sem camisinha (eu sempre gozo dentro do seu anus). Repito esta estocada rápida,com força enfiando tudo de uma vez mais umas três ou quatro vezes, então percebo sua espressão de sorriso no rosto e relaxamento. A partir daí passo a bombar o meu caralho no cu da minha tesudinha linda alternando entre estocadas fortes e rápidas com tirar para fora e por de novo. Quando tiro, gosto de observar o cuzinho da minha loirinha. Bem diferente da baixinha do cuzão preto, o cuzinho dela é cor de rosa, só fica arrombado e aberto assim que tiro o pau , depois de piscar bastante ele fecha de novo. Ou seja, é um cuzinho culoso, macio, agüenta bem o meu pauzão, mas não fica arrombado direto. Normalmente ela me pede para caminhar pelo apartamento (eu colado nela,segurando com uma mão pela cintura, a outra massageando suas tetas e apertando os biquinhos comos dedos e com o pau todo enfiado em seu cu). Esse local é um pequeno apartamento com cortina nas janelas. Ela fica na ponta dos pés andando e falando com uma voz fininha e meio choramingando: “AAiii... querido... to sentindo ele todinho lá dentro...tá tão duro...Aaaiii....que delicia....me fode mais...” Parados em pé(ela inclinada para trás, fica com o corpo em S), retomo com as estocadas. Fico alternando entre andar com ela pelo apartamento com o meu caralho todo dentro do seu cu. Quando ela avisa : “acho que vou gozar... faz rápido..”. Levo ela de frente à poltrona onde tem o espelho de volta e fico bombando no seu cu sem parar até ela gozar. Antes de gozar , ela fica com os olhos metade abertos, dá para perceber um olhar meio vesgo e perdido , a boca estica como sorrindo(alterna rápido entre sorrir e fechar), ela começa a esfregar as palmas das mãos nas coxas. E diz: “ aaiii... não para... aii... eu vou gozar... goza no meu cu.... enche meu cu de porra... “ Neste ponto, acelero as estocadas e procuro gozar junto . Nem sempre isto acontece(gozar junto, normalmente gozo depois). Quando dá certo, ela goza mais forte(ejacula pela buceta, dá uns trancos tipo pulinhos) e depois me dá um beijo carinhoso de agradecimento. Ela já me confidenciou que o marido não gosta de sexo anal. O cara é enjuado. Diz que o anus é sujo, que não deveria ser usado para sexo. Até hoje, o marido a fodeu no cu poucas vezes. Ela me disse que perdeu a virgindade no anus com 16 anos,antes de ter relação vaginal. Na época o namorado a convenceu de fazer sexo anal,apesar do cara ser mais velho que ela e ser avantajado(caralho grande e grosso). Ela disse que no começo sofreu, mas como o cara tinha bastante experiência, ela foi acostumando e gostando. Ficou até os dezenove anos com este namorado. Foi o tempo para ela gostar de dar mais o cu que a buceta(ela goza mais forte dando o cu do que a buceta –palavras dela). Também adquiriu dilatação anal para agüentar caralhos mais grossos.Interessante que tem mulher que você bate o olho no cu e sabe que ta arrombada(leva rola grande e grossa na bunda o tempo todo),outras ,tipo essa loirinha,alem do namorado caralhudo no passado e o meu agora, era para ficar com o cu largo e arrombado. Mas com ela isso não acontece. O cuzinho dela em repouso(antes de levar o meu caralho) é fechadinho.Mal passa um dedo. Claro que depois que eu dou um trato nela, o cu relaxa e se abre todo. Ela me contou que depois que eu a fodo, durante uns 3 dias, enquanto toma banho, ela Poe o dedo no anus e percebe que ta bem mais largo que o normal. Ela disse-me que sempre gostou mais de homens bem dotados(não tanto no tamanho, mas para ela a grossura do penis faz diferença). Com um penis grosso no sexo anal, a sensação de preenchimento e a sensação de esticar o anel do anus faz a diferença para aumentar o tesão.Ela não teve muitos. Este namorado que a iniciou no sexo anal e eu,palavras dela, somos os melhores até hoje. Me falou que fica com o cu lembrando do meu pau por pelo menos uns três dias. Depois que sara, começa a coçar de vontade de levar outra foda forte no cu guloso. Marco presença com a loirinha mais ou menos uma vez por mês. Quando to no pedaço, ligo a ela e pergunto se ela quer que eu de uma olhada nas máguinas.Normalmente a resposta é um sim. Bom de tudo que comentei, vocês devem ter percebido que a madame(casadinha dona de casa) que mais eu gosto e me dá tesão é a Loirinha(do cuzinho cor de rosa). Porém não corro o risco de misturar tesão com sentimentos. O meu negócio é enfia a minha rola dura na Mulherada(preferência as casadinhas carentes). Acreditem , a mulherada da dando que nem chuchu. Não come quem não quizer. Não posso por meu telefone ou email porque senão minha noiva me descobre e Poe as minhas bolas na churrasqueira. O pau ela dá pro gato mesmo. #9 - 14-01-2015 - 10:10 AM por Lima - reportar abuso
Meu chefe, desde a passagem de ano(virada 2014 para 2015), inventou uma coisa diferente comigo... Vou contar... Ele faz o que sempre fez(me fode no cu aos finais da tarde antes de irmos embora para casa), no outro comentário já contei. Assim que ele fecha a porta de metal da loja, vamos para a cozinha, ele me posiciona apoiada na mesinha de madeira, levanta a minha saia(a maior parte das vezes utilizo saia, raramente calça jeans), abaixa minhas calcinhas e me enterra o pau no cu. Fica me comendo o cu com ritmo e força( ta, ta,ta,ta) que nem bate-estacas , durante uns quinze minutos a uma meia hora. Depois ele para(nesse ponto já to com o cu frouxo,um pouco amortecido, latejando ,com as pernas meia moles) . ele veste uma capa de borracha no pau (cheia de bolinhas,o pau dele fica parecendo uma espiga de milhos, a diferença é que é verde). Pinga em cima um lubrificante líguido(parece óleo para bebes), senta-se na cadeira e me chama para sentar em cima. Nas primeiras vezes (a primeira semana, fazendo isso todos os dias) doía pra caralho, eu via estrelas, e acho ficava verde como a capa de borracha, ficava parada em seu colo, com o pau todo dentro(capa que parece uma camisinha porém grossa e cheia de bolinhas) . As primeiras quatro ou cinco vezes foram assim para eu ir acostumando com o aumento de volume no seu pau(fica bem mais grosso e ainda tem as bolinhas ,pequenos caroços) . De vez em quando ele(meu chefe) se levanta da cadeira, com o seu pau vestido com a borracha e todo enfiado em meu cu e me segurando pelas pernas abertas e eu com as costas apoiadas em seu peito, ele começa a andar comigo pela pequena cozinha e me balança em seu pau enfiado(entrando e saindo um pouco e girando lá dentro). Ele me pergunta:”Tá gostando,ta gostoso...” “Ai... tô.. mas vou fica muito aberta... meu cu vai abri muito...” “é... vai... a idéia é essa... vai ficar macio pro meu pau...entra gostoso... quer parar de fazer assim meu amor... se você quiser não faço mais... ” “não ... continua... por enquanto não ta machucando...” Depois de uns dez ou quinze minutos assim, ele tira a capa do pau, me posiciona novamente na mesinha e continua metendo até esporrar dentro.Eu percebi que depois que ele começo a usar essa capa, meu cu nem tem tempo de fechar muito. Antes, de um dia para o outro, o meu cu fechava mais, agora eu sinto ele frouxo e dilatado o tempo todo.Tô pensando em pedir para ele dar um tempo com essa capa de borracha. Tô preocupada em ficar com o cu sempre aberto(tenho dado uns peidos barulhentos em casa na frente do marido que fico pensando se ele não vai desconfiar de algo.Já contei que ele também me fode o cu e introduz objetos,mas nunca estive tão arrombada no cu assim antes). O pior é que, de uns três ou quatro dias para cá, ele começou a meter com força (rápido , pondo e tirando),vestindo a tal capa no pau. Dá uma sensação diferente,eu sinto mais o seu pau(volume e as bolinhas), no momento que eu gozo vem forte(esguicho pela buceta, parece que eu estou urinando) . Já disse que ando preocupada com o afrouxamento e dilatação do meu anus, ando pensando em pedir para ele parar com esta tal capa no penis, mas to em dúvida já que fora a questão de afrouxar o anus, me tem dado prazer e tesão. Acho que se eu ficar uns dias sem dar o cu, ele volta ao normal. O problema é ficar esses dias sem levar rola no cu. Depois que o cu acostuma, fica difícil parar de levar umas estocadas de caralho nele. Á tempos faço anal (inclusive com meu marido a partir do nosso casamento) porém foi meu chefe que deixou meu cu viciado . O bom do anal é que mesmo nas menstruaçoes dá pra fazer. Pra mim até da mais tesão. Meu chefe comentou que breve um irmão seu estará vindo visitá-lo vindo do interior. Passará uns dias em sua casa. Disse que irá me apresentar para ele(acho que ele comentou sobre nós com o seu irmão). Se o seu irmão estiver sabendo de tudo, vai querer me fuder também ,aposto). Não sei se vou aceitar dar também para o irmão dele. Procuro satisfazer meu chefe sempre que posso. Não sou interesseira, porém meu chefe me retribui bem (salários e presentes) como sendo sua funcionária e me usando para sexo.Recentemente ,comentei que estou guardando dinheiro para comprar um carro. Ele me respondeu que a hora que eu for comprar , faltar uma parte do dinheiro ,é pra falar com ele. #10 - 14-01-2015 - 04:14 AM por Celia. - reportar abuso

Coloque aqui o Seu Comentário sobre este conto:

Seu Nome:

Comentário:

Código anti-spam:      (reescreva o código à esquerda)