neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




Meu marido gosta de pinto




Último post na Rede Social para adultos
"Par Compatível 18+". Faça a sua conta. É Grátis:

pretaepreto publicou o seguinte:

...
Este post tem 8 fotos.
Clique na foto para ver o resto deste album.



Este conto foi lido 49704 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: dormindo apenas com a calcinha da esposa
Eu confesso que estou sozinho em casa e estou usando apenas uma calcinha vermelha da minha mulher e ...

Publicado em 30 July 2014 | 5:51 am
Confissão: Quero dar prazer pra casal.....
Eu confesso que,morro de vontade de dar prazer pra algum casal, transaria com a mulher e com o marid...

Publicado em 30 July 2014 | 3:50 am


E agora... O conto de filippa sá :


Meu marido gosta de pinto, disse-mo ele quatro meses antes de nos casarmos, e em vez de me aborrecer isso aumentou , para nós, o leque de possibilidades e variações sexuais. Eu também gosto de pinto (ou pênis ou cacete ou verga, ou simplesmente pau, como queiram) e com meu marido tenho aproveitado para transar com homens sedutores, lindos, cavalheiros que também, quase todos, gostam de pinto. Vou lhes contar como tudo aconteceu...
Olá, sou Filippa, meu fofinho me chama de Lipa, artista plástica com escritórios em S. Paulo e em Lisboa. Quem acompanha meus relatos sabe já que sou portuguesa de nascimento mas sabe também que vivo cá no Brasil desde os três anos. Hoje tenho trinta e um e sou casada com Júlio, meu primeiro e único namorado. Um dia, dois ou três meses depois de eu ter ido a Minas para conhecer sua família, tomávamos banho juntos no apartamento dele quando, a secas, me disse: Lipa, gosto de pau. Como? Não entendi... Lipa querida, gosto de pau, de pinto, gosto disto, disse projetando os quadris para a frente e chacoalhando o pau mole para que eu o visse. Também eu gosto de teu pinto, mesmo assim mole, se bem que o prefira teso e rijo. Mas Júlio estava sério, não parecia querer brincadeira naquele momento. Olhando-o nos olhos, insegura quanto ao que devia lhe dizer, segurei seu pau e comecei a masturbá-lo. Eu também gosto de pau, amor, gosto do teu por que é o único que conheço, talvez um dia venha a gostar de outros pintos... Lipa, era assim que ele me tratava sempre,só dizia Filipa quando a situação era séria, Lipa, eu gosto de chupar pau, de lamber e de morder, como você gosta, mas eu sou homem, não devia gostar disso... Como dizem, aí caiu a ficha. Meu marido gosta de pênis, mas não me assustei, apenas custou-me um pouco digerir essa informação. Seu pinto na minha mão já estava quase no ponto e Júlio, excitado, passava o dedo em meus lábios, em minha língua. Era como um código: quando fazia isso, queria que o chupasse, e quando ele queria, eu também queria. Agachei-me e olhando a cabeça brilhante e úmida continuei a masturbá-lo. Uma gota cristalina surgiu e lambi-a com a ponta da língua. Júlio suspirou e pediu que saíssemos do box. Sentei-me na privada e cuspi-lhe no pinto. Eu gosto de pinto, disse-lhe antes de abocanhá-lo. Júlio suspirou e agarrou minha cabeça, puxando-a de modo que senti seu pau no céu da boca, esfregando-se em direção à minha garganta. Júlio metia em minha garganta com força. Introduzi minha mão por baixo de seu saco e procurei seu cu. Ele afastou a nádegas e eu alcancei seu rabo. Um gemido de Júlio demonstrou que gostava do que estava por vir. Largando minha cabeça, ele separou as nádegas e pediu enfia, fipa, come meu cu, enfia... Foi fácil enfiar dois dedos no rabo oferecido, e ao fazê-lo, o pau em minha boca pulsou e se moveu com força... gozei. Eu sempre gozo quando as reações de Júlio revelam que o que lhe estou a fazer dão-lhe prazer. De pernas separadas, ele foi dobrando os joelhos...soquei os dedos com força e logo ele gozou na minha boca, gozei também, seu corpo tremia e ele arfava enquanto pedia mais...mais...rápido...mais... Suguei seu pau e tirei meus dedos... as pontas estavam sujas de merda, sempre ficavam, ao contrário dos filmes em que víamos paus e dedos sempre limpos. Eu tinha vontade de, depois de comer o cu de Júlio, lambê-lo enquanto ainda se abria, mas a idéia de estar sujo me assustava. Entramos no box e disse que ia lavar seu cu e depois ia comê-lo com a língua... o que você quiser eu quero, ele respondeu, e inclinou-se para que eu usasse a ducha. Naquela época Júlio já comia minha bunda mas não era com freqüência, ainda não sabíamos o quanto podíamos gozar com nossos olhinhos. No cu dele eu brincava só com a pontinha dos dedos e com a língua, quando, louca de tesão, lambia seu cu e ele adorava isso. Em troca, ele me chupava a boceta e, como o cu está perto, chupava meu cu também. A conversa do box foi concluída na cama. Perguntei a Júlio se ele gostava mesmo de pau ou se estava apenas querendo me excitar. Perguntei se ele já tinha chupado um cacete. Perguntei se já tinha dado o cu, comido cu de homem. Perguntei se gostava. A todas as perguntas ele respondeu sim. Você chupa pau como eu te chupo? Chupo, ele disse. Aí ele pediu, deixa eu te contar tudo. Deitados na cama, pelados, eu roçava meu corpo no dele enquanto ele revelava: Eu gosto de pau duro, gosto de lamber, chupar, não gosto de engolir o sêmem e não gosto de levar pau no cu. Poucas vezes eu dei o cu para um adulto, não sinto prazer quando me penetram. Mas se o parceiro for muito especial, eu deixo ele meter em mim, mas isso é raro. Quando eu era moleque, meu irmão me ensinou: eu dava o rabo e em troca ele chupava meu pau. Depois comecei a comer o cu dele também. A gente fazia troca-troca e se chupava sem problema. Ele tinha quatro anos a mais que eu, e entre nós havia a minha irmã. Quando ela nos pegou no quarto, uma noite, fazendo um sessenta-e-nove, um chupando o pinto do outro, pensei que estava frito. Mas não. Ela não contou para ninguém, mas daquele dia em diante diminuíram as brincadeiras entre meu irmão e eu. Um dia ele foi pego no banheiro da escola comendo um rapaz que tinha a fama de bicha, e meu pai mandou ele para Belo Horizonte, morar com parentes. Le falava e eu, brincava em seu pau,damdo lambidinhas e masturbando-o. Ele não parava de falar: o que eu gosto mesmo é de chupar o pau enquanto alguém brinca em meu rabo, como nos sessenta-e-nove de antigamente. Gosto do líquido brilhante que sai dos pintos, gotinhas de cristal, salgadas, grudentas, e gosto que gozem em minha boca, mas não engulo. A conversa me deixava maluca, eu engolia seu pau com carinho e volúpia. Quando estava na faculdade, comecei a sair com alguns alunos, para comer seus rabos. Gosto de cu de mulher e de homem, e eles gostavam de minha discrição...Chupei os pintos de alguns, isso me trouxe boas lembranças e eles gostavam disso. Para alguns,até deixei me comerem...Falei: imagina que minha boceta é um pinto e vem chupá-la, vem... depois eu chupo teu cu do jeito que você quiser, vem... Júlio me deu um beijo de língua no fundo da garganta. Gozei só de beijá-lo. Colocano-se atrás de mim, ele me penetrou a vagina e meteu fundo, bombando até gozar. Também gozei. Antes que eu relaxasse, ele começou a me comer de novo, o pau quase tão duro quanto antes. Em segundos eu estava gozando de novo... Ficamos quietos, ele arfando em minha nuca, seu pau amolecendo dentro de mim. Prevendo uma longa noite de sexo, caminhamos nus até a cozinha para beber água. De surpresa, ele me agarrou por trás e me deitou na mesa, de lado, levantou minha perna e caiu de boca em minha pirica. Ele me arregaçava a chaninha e lambia como se tudo fosse acabar em segundos. Sua língua passeava de minha pirica para meu cu e eu não conseguia ficar quieta. Com a mão livre abri minha bunda e ele ficou com a língua na entradinha de meu ânus, me chupando enquanto eu gozava seguidamente. Júlio, eu disse, já mais controlada, queres que te meta na bunda? E o que você quer me enfiar no rabo, os dedos? Não, tive uma idéia, eu disse. Voltei ao banheiro e peguei uma escova de banho, de cabo longo e roliço. Queres brincar com isso na minha bunda? Então vem, que com carinho o tesão é maior. Deitou-se de costas na mesa e levantou as pernas dobradas. Se cuzinho surgiu, moreno, gostoso, e comecei a lambê-lo. Abria-se fácil e depois de umas cuspidinhas ficou mais fácil e acessível ainda. Minha língua o penetrava. Júlio dizia besteiras, fazia piadas, e pedia mais. Seu pau duro balançava diante mim, um pouco acima de meu rosto, conforme os movimentos de Julio sobre a mesa. Alternei chupando também seu pau. Foi aí que Júlio pediu: Lipa, mete no meu cu... Peguei margarina na geladeira e passei em seu rabo. Enfiei manteiga no cu de meu fofo com dois dedos bem lambuzados. Eu estava possuída, e naquele momento queria ter um pinto pra comer aquele rabo. Lambuzei também o cabo da escova e, antes de metê-lo, aproximei-o da boca de Júlio, que começou a lambê-lo como se um pinto fosse. Enquanto ele brincava com escova enchi minha boca de manteiga e fui de boca em seu cu, abrindo bem as nádegas e empurrando a manteiga peara dentro, com língua. Ensandecida, eu não pensava no que fazia. Meti nele dois, três dedos de minha mão miúda de artista... Meu fofo urrava e me deu a escova. Tirei os dedos, desta vez um pouco mais sujos, e meti a escova, literalmente até o cabo. Quinze, vinte centímetros, não sei. Meti e tirei, meti e tirei, meti e tirei... ficando ao lado dele, inclinei-me sobre seu pau e chupei-o. Foram apenas alguns minutos, mas Júlio estava louco com o cabo no cu, achei que, se forçasse, até as cerdas macias entrariam... ele não parava de agitar os quadris, com isso fodia minha boca e enfiava cada vez mais a escova no ânus... gozamos juntos, foi um delírio. Então Júlio virou-se e ficou deitado de lado, mostrando a bunda e a escova. Beijei-lhe lambidamente as nádegas e, devagar, tirei a escova. Seu cu fechou devagarinho logo depois que a escova saiu. Minhas pernas tremiam, minha pirica estava inchada e lambuzada de meus sumos. Usei uma cadeira e subi na mesa, colocando a boceta e o cuzinho na boca de Júlio. Não precisei falar nada, ele me lambeu inteira e eu de novo gozei, em sua boca. Pensei pedir que me comesse com a escova, que me a enfiasse no cu, mas o coitadinho estava exaurido, uma enrrabada daquelas não é fácil para um macho, e eu desistida idéia. Foi ótimo, o ruim foi pensar que depois teríamos que limpar a cozinha... Júlio foi ao banheiro da suíte e quando o alcancei ele estava no “trono” soltando manteiga e tudo o mais. Peguei seu pinto mole balançando dentro do vaso, mas ele pediu chega, Lipa, estou morto, me dá um tempo...eu entendi, mas eu estava cheia de tesão... dei uma folga pra ele. Entrei no box para uma ducha, o que eu queria mesmo, naquela hora, era entrar numa banheira. Avisei-o que ia esperá-lo no banheiro da suíte, na banheira, Que ele se lavasse e fosse limpinho me encontrar. Bem, por ora é isso. Ainda não éramos casados, mas nossa vida sexual já era um terremoto, não havia limites, experimentamos de tudo, fizemos de tudo dentro das paredes do apartamento, e às vezes fora delas. Ainda hoje somos assim, amamos sexo, amamos tudo que seja relativo a sexo... No dia seguinte, dei a Júlio um pênis de silicone, um prá ele e outro prá mim.... E temos nos divertido muito.
Um beijo, até o próximo relato.


#3473 Comentários - 31-10-2010 - 07:14 PM por filippa sá - Diversos - Confirmo, É EXCITANTE (44) - Nota negativa! (3)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.
Ola eu tambem gosto de sentir uma rola entrando no me cu mas eu nao so afeminado adoraria conhecer uma mulher com acessorio. dario69_erk@hotmail.com#1 - 07-07-2014 - 05:28 PM por ddo - reportar abuso
nossa, tenho o maior tesao quando minha mulher enfia o dedinho no meu cu,ela ja percebeu que gosto e claro,mas tenho a maior vontade de sair com um trvesti, acho mais interessante, tenho mais tesao, tenho vontade dechupar uma pica, e da meu cu, mas nao com homem, gostaria muito de fazer isso com a participacao da minha mulher, sonho com ele dando pra outro,enfiando a pica nela, mais nao com um homen e sim um trvastir#2 - 06-07-2014 - 07:19 PM por paulo - reportar abuso
OLA....GOSTARIA MUITO DE COMER UM CARA NA PRESENCA DA ESPOSA OU NAMORADA DELE...... A PARTICIPACAO DELA E PURAMENTE ESCOLHA DO CASAL.....SOU HOMEM EDUCADO INSTRUIDO E BOA FAMILIA. bio.planetaazul@gmail.com#3 - 18-06-2014 - 04:48 AM por RJ - reportar abuso
Gostaria fazer sexo, junto de sua mulher, eu comer sua mulher e vc come meu cuzinho virgem. vc quer? mande email; corporation96@ymail.com#4 - 25-01-2014 - 03:23 PM por Alcides - reportar abuso
ola gente sou uma mulher simples e moro em sao paulo zn leste sou casada e tenho 33 anos, estou louca para ter experiencia com mulher e tambem com um casal se alguem se enteressar mandar msg pra mim ok bjs 952534821#5 - 04-12-2013 - 02:40 AM por putinha - reportar abuso
tbm me descobri bissexual - hj sou separado e moro só - adoro as mulheres e gosto de meter com elas, chupar e ser chupado, mas quando tenho a oportunidade gosto de chupar o pau de um garoto bonito e o cú prá ele - acho que no q mais gosto msm é de chupar - tenho acessórios e tbm me satisfaço sozinho. uma delícia.#6 - 23-09-2013 - 01:18 AM por antonio bandeira - reportar abuso
carlos vitorioso diz: O seu comentário aguarda moderação. às o rapaz ta certo temos e quer comer as princesas todas quer querira a nos presentear com as vossas princesinhas (vaginas) ou os seu presiosos abus bem apertadinhos temos a obrigações de sastifazer as mulheres e o dever de cada homem macho hetero ou mesmo bisexual come a buceta ou o abus das mesmas e retrinuir as mulheres o prazeres quer elas nos propossiona a nos aos homem heteros devemos chupar las todas e beber o seu necta e chupa as bucetas e anus das mesmas princesas gostosas as mulheres tem quer ser bem nutridas de rolas e necta (espermas) seja casada livres tia avo prima seja quem for e mulher temos quer comer las e sastifazer-las e deixar as nossas marcas na almas delas beijos princesas gostosas fodens a vontade aproveitens o maior prazeres da terra e fazer uma foda bem perfeita e gostosa + se tiver alguns homem quer gosta de ser presenteado com uma rola em seu abus eu aqui estou p/ sastifazer-los tbm tebho 17cm de rola p/ todos voces #7 - 18-08-2013 - 08:38 PM por vitorioso - reportar abuso
muito bom e gostei deste conto assim se muitos casais fizecem isto evitaria muito separaçoao que estsa explorando o corpo de cada um q continui assim abraços #8 - 17-08-2013 - 11:04 PM por hermes - reportar abuso
Gosto mito quando minha mulhe enfia o dedo no meu cu quando esta me chupando goso muito gostoso na boca dela#9 - 16-07-2013 - 03:48 AM por Carlos - reportar abuso
Gosto mito quando minha mulhe enfia o dedo no meu cu quando esta me chupando goso muito gostoso na boca dela#10 - 16-07-2013 - 03:48 AM por Carlos - reportar abuso

Coloque aqui o Seu Comentário sobre este conto:

Seu Nome:

Comentário:

Código anti-spam:      (reescreva o código à esquerda)